O MDB é a noiva mais cobiçada na corrida pela Prefeitura de Fortaleza. O presidente da Executiva Regional do MDB, ex-senador Eunício Oliveira, conversou, nas últimas duas semanas, com lideranças regionais do PT e do Solidariedade e com o governador Camilo Santana (PT) com quem, desde a eleição de 2020, mantém uma relação de muita proximidade. Eunício tem o mês de agosto para definir qual o rumo tomará na sucessão municipal. São muitas as opções.






Uma das últimas conversas entre Eunício Oliveira e Camilo Santana foi justamente a entrada do MDB em uma possível aliança com o PT e o PDT. Mesmo com as divergências com os irmãos Cid e Ciro Gomes, Eunício encontra nomes entre os pré-candidatos do PDT que podem atrair o MDB no primeiro turno da corrida pela Prefeitura de Fortaleza.

PT DE CAMILO X PT DE LUIZIANNE

O ex-deputado estadual Nelson Martins deixou o cargo de articulador político do Palácio da Abolição para ficar como uma alternativa da aliança PT-PDT. Nelson tem diálogo com todas as correntes políticas e partidárias e transita bem entre as lideranças estaduais do PDT. O PT, porém, antes da desincompatibilização de Nelson já havia entrado em campo com a ex-prefeita e deputada federal Luizianne Lins. Isso, porém, não é obstáculo para o entendimento.

Luizianne chegou a declarar que sairia da disputa se o nome de Nelson Martins encabeçar a chapa do PT com o PDT. Essa hipótese deixaria o MDB mais próximo do palanque com o PT e o PDT em uma costura que tem a movimentação de Camilo Santana.


O ex-senador Eunício Oliveira conversou, também, com a própria Luizianne Lins que, se permanecer na briga pela Prefeitura, gostaria de ter a companhia do MDB em sua chapa.

O quadro de conversas e indefinições deixa outros dois caminhos ao MDB: um, com o Capitão Wagner, do PROS, que ainda tem esperança de receber o apoio do grupo do ex-senador Eunício Oliveira. Eunício e Wagner foram aliados em 2014 e 2016.

O Solidariedade, que tem como pré-candidato a prefeito o deputado estadual Heitor Férrer, passou a cobiçar o MDB. As conversas foram abertas, mas, nesse momento, sem muito entusiasmo entre os emedebistas. O MDB tem, ainda, como opção a candidatura própria.

O período de convenções para homologação dos candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador e as coligações partidárias começa nesta segunda-feira, mas o caminho para as definições é longo. Os partidos têm até o dia 16 de setembro para definir quais candidatos lançar ou com quais alianças marcharão na disputa pela Prefeitura de Fortaleza.

Ceará agora 

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib