Cauan Máximo, 38, que faz dupla com Cleber, terá alta hospitalar nesta quarta-feira (26), às 11h, após dez dias internado em um hospital em Goiânia desde o dia 15 de agosto com complicações pela Covid-19. O cantor continuará o tratamento em casa.

Em um relato emocionante ao programa Encontro (Globo), nesta terça-feira (25), Cauan disse que chegou a pensar que seria melhor morrer, mas acredita ter se recuperado não só fisicamente, e se tornado uma pessoa melhor.

"Eu tive dois momentos muito difíceis, em que fiquei com medo. Nem sei explicar o que sentia, pensei que se eu morresse seria mais vantagem, mas Deus me deu muita força, muita gente orando. Não foi só o pulmão. Eu era ansioso, inquieto, tinha déficit de atenção. Mas Deus veio e fortaleceu meu interior."

Cauan, que chegou a ter 70% do pulmão comprometido pela doença, deixou a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) na segunda-feira (24), após quase dez dias. Os pais do músico também contraíram o novo coronavírus e seu pai está em estado grave na UTI. O cantor pediu orações para ele também.

Segundo a equipe da dupla, Cauan começou a sentir febre e dores no corpo na sexta-feira, dia 7 de agosto. Ele realizou exame na segunda-feira seguinte (10) e teve o diagnóstico confirmado na terça (11).

Na quarta-feira (12), o músico realizou raio-x do tórax e o resultado já apontou que o pulmão estava comprometido em mais de 50%. Ele foi internado imediatamente.

A namorada do cantor, Mariana Moraes, também teve diagnóstico de Covid-19. Segundo Fernando, irmão de Cauan que é médico, Cauan não sabe como e nem quando ficou exposto ao vírus. "É muito difícil de saber realmente como pega", explicou. "Eu já passei por isso, tive o vírus no mês passado, estava na mesma situação, internado na UTI."

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib