Um carroceiro foi preso em Nova Olinda e conduzido à Delegacia de Polícia Civil do Crato por agredir uma jumenta. Na especializada, o agressor foi indiciado por crime de maus tratos. A agressão foi filmada por populares e entregue a membros da Associação Projeto Lilica que resgatou o animal e repassou a filmagem à Polícia Militar.






O animal, segundo informações de populares, era usado como escrava do infrator, porém, foi jogada nas ruas por não mais lhe servir. Estando com fortes dores causadas por cólica, se contorcendo e caindo pelos cantos a procura de água e sombra, foi cruelmente espancada.

De acordo com o Projeto Lilica, o animal recebeu todos os cuidados pelo médico veterinário Gabriel Apolônio que passou mais de três horas em um procedimento, à noite, para salva-la. Ela está em observação e já muito melhor.

Como ajudar

DOAÇÕES: CNPJ 30-720.752.0001-98. Banco do Brasil C/C 12.925-9 AG: 4380-X (Associação Projeto Lilica)

O que diz a lei

O artigo 32 da Lei de Crimes ambientais diz que praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos a pena é de detenção, de três meses a um ano, e multa. O inciso 2 acrescenta que a pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal.


Fonte> Caririceara.com

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib