Após a explosão no porto de Beirute, capital do Líbano, que deixou mais de 150 mortos, o presidente Jair Bolsonaro anunciou na manhã deste domingo (9) uma missão de ajuda do governo brasileiro ao Líbano. A explosão ocorreu na terça-feira da semana passada.

Bolsonaro anunciou a ajuda em durante uma videoconferência internacional, transmitida pelas redes sociais do presidente, e que contou ainda com a participação de outros chefes de estado, entre eles os presidentes do Líbano, Michel Aoun, da França, Emmanuel Macron, e dos EUA, Donald Trump. Ele ainda afirmou que convidou o ex-presidente Michel Temer para chefiar a missão brasileira que irá a Beirute. Michel é filho de libaneses.

O presidente explicou que nos próximos dias partirá do Brasil rumo ao Líbano uma aeronave da Força Aérea Brasileira, com medicamentos e insumos básicos de saúde, reunidos pela comunidade libanesa radicada no Brasil.

“Também estamos preparando o envio, por via marítima, de 4 mil toneladas de arroz para atenuar as consequências das perdas de estoque de cereais destruídos na explosão”, disse Bolsonaro durante a videoconferência.

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib