.O deputado estadual André Fernandes passou dois dias em Brasília se articulando para evitar que o PSL tome o seu mandato com o argumento de infidelidade e abriu caminhos para se filiar ao Repúblicanos – sigla que representa o braço político da Igreja Universal e, no Ceará, tem o comando do ex-deputado federal Ronaldo Martins.

O Republicanos integra a aliança que dá sustentação à pré-candidatura do Capitão Wagner à Prefeitura de Fortaleza. Wagner saiu em defesa do mandato de André e trabalha nos bastidores para que o PSL não o puna com o pedido do mandato na Justiça Eleitoral. O argumento do PSL é que André se desfiliou da sigla descumprindo a legislação partidária.

André foi o deputado estadual mais votado em 2018 com quase 110.000 votos. Ele é um dos mais leais aliados ao presidente Jair Bolsonaro e, na quinta e sexta-feira, conversou, em Brasília,. com interlocutores do Palácio do Planalto para se articularem junto à cúpula nacional do PSL contra à decisão de alguns setores do partido que querem cassá-lo.

                          

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib