Com articulação habilidosa do governador Camilo Santana (PT), avança, a cada dia, o acordo com o PDT. O entendimento caminha para o partido indicar o candidato a prefeito e o PT ficaria com a vaga de vice. O PSB está, também, na briga pela cabeça da chapa.

Um grupo no PT não concorda com as decisões do partido de lançar candidatos sem avaliar cenários. O ex-presidente Lula tem sido alertado sobre o risco de prejudicar partidos de esquerda, que têm favoritismo em várias cidades. Aparentemente, essas leituras políticas parecem obter efeito junto ao ex-presidente.

Os exemplos de Fortaleza, Recife, Salvador, São Luiz, São Paulo e Rio de Janeiro exibem o estrago que o PT quer promover, ao lançar candidatos próprios, sem chance de vitória. As candidaturas prejudicam diretamente candidatos competitivos de outros partidos mais à esquerda. 


Roberto Moreira 

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib