Cuidar da infância tem sido prioridade do Governo do Ceará. No dia 24 de agosto, Dia da Infância, véspera dos 5 anos do Mais Infância Ceará, vamos mostrar que o programa assume a missão durante a pandemia da Covid-19 de apoiar os que mais necessitam e gerar possibilidades para o desenvolvimento integral das crianças por meio das ações que adaptadas e ampliadas.





“O Governo do Ceará adotou diversas medidas para minimizar os danos levados pelo coronavírus aos cearenses e o Programa Mais Infância Ceará foca, neste momento, nas famílias com crianças em situação de vulnerabilidade. O programa contou ainda com a importante parceria da sociedade civil nessa luta contra o coronavírus. Vamos todos juntos proteger as famílias e minimizar os riscos de contaminação nesta pandemia”, ressaltou a primeira-dama do Ceará, Onélia Santana.

Mais Nutrição

Através do Mais Nutrição, foram doados mais de 231 toneladas de alimentos para 26.784 pessoas de 31 cidades até o dia 14 de agosto. Foram beneficiados 15.879 pessoas de 90 entidades atendidas pelo Mais Nutrição, vítimas das enchentes, entidades artesanais cearenses; artistas circenses da Grande Fortaleza e público em situação de vulnerabilidade nas proximidades da Ceasa e instituições que atendem crianças.

Cartão Mais Infância

As cerca de 45 mil famílias em extrema pobreza com crianças de zero a seis anos receberam antecipadamente o pagamento do Cartão Mais Infância por seis meses consecutivos. No total, são 48.077 crianças beneficiadas. Além do pagamento, as famílias foram contempladas com o vale-gás social, medidas de auxílio às famílias vulneráveis no enfrentamento ao coronavírus.

Kits de higiene

Até o fim de agosto serão entregues pelo Governo do Ceará 41.164 kits em 44 cidades que tiveram avanço no número de casos da doença e estão ou estiveram em Isolamento Social Rígido. A iniciativa do Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Proteção Social Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), contou articulação do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e a parceria do Instituto Unibanco, da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal (FMCSV), da Fundação Banco do Brasil e do Instituto da Primeira Infância (Iprede). As doações beneficiaram as famílias do Cartão Mais Infância, do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Infantil (Padin) e do Primeira Infância no SUAS / Criança Feliz pelo Programa Mais Infância Ceará; entidades artesanais cearenses; artistas circenses da Grande Fortaleza e instituições que atendem pessoas em situação de rua, crianças com câncer e fissura lábio-palatal. Os kits de higiene contém 18 itens para higiene pessoal e do domicílio, com álcool gel, sabonete, detergente, sabão em barra, sabão em pó, água sanitária, papel higiênico, máscaras reutilizáveis e creme dental. Junto aos kits serão entregues cartilhas com orientações para crianças e suas famílias quanto à prevenção ao coronavírus.

Cestas

Também foram distribuídas, com apoio de instituições, 1.090 cestas básicas para nove municípios para instituições que atendem pessoas em situação de rua, crianças com fissura lábio-palatal, instituições que atendem crianças e famílias com crianças comunidades tradicionais.

Capacitação

Durante a pandemia, o Governo do Ceará realizou a capacitação à distância para 2.109 profissionais ligados à infância. Foram 1.221 profissionais da Educação Infantil, entre formadores de todo o Estado e supervisores e agentes do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Infantil (Padin) dos 48 municípios atendidos pela ação. Além disso, outros 888 profissionais do Primeira Infância no Suas/Criança Feliz, entre coordenadores, supervisores e visitadores, foram qualificados no período. Na ocasião, todos receberam orientações para a realização das visitas domiciliares de forma remota, abordando o distanciamento social e seus efeitos na aprendizagem das crianças.

Visitas domiciliares

Durante a pandemia, foram realizadas cerca de 400 mil visitas domiciliares de forma remota através do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Infantil – PADIN e Programa Primeira Infância no SUAS/ Criança Feliz, beneficiando 36346 famílias, 35.857 crianças e 2976 gestantes. Foram disponibilizados cartilhas e materiais com orientações de prevenção ao coronavírus, estímulos aos vínculos familiares, brincadeiras, prevenção de acidentes e cuidados responsivos. Os conteúdos estão disponíveis através do link: http://abre.ai/btjP

Educação infantil

A Secretaria da Educação (Seduc) desenvolveu alternativas para garantir a continuidade do processo de ensino e aprendizagem durante o período em que as aulas presenciais encontram-se suspensas nas unidades de ensino do Ceará. Para além da rede pública estadual, a secretaria disponibilizou materiais para apoiar os municípios através do projeto #BrincandoEmFamília, que oferece sugestões de momentos de interação em casa, com brincadeiras e histórias para alegrar o cotidiano das crianças nestes tempos de distanciamento social. O material está disponível no site idadecerta.seduc.ce.gov.br. Entre os conteúdos acessíveis existe o calendário de atividades semanais, com proposições de duas atividades diárias a serem desenvolvidas com as crianças, sempre levando em conta as faixas etárias. Há, ainda, orientações de como montar uma programação, o que pode facilitar a organização do tempo. A cartilha do projeto traz instruções acerca de como realizar as brincadeiras. O material é composto por atividades lúdicas, levando em conta a literatura infantil através da contação de histórias, músicas e brincadeiras.

(*)com informação do Governo do Estado do Ceará

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib