Devido a pandemia do novo coronavírus, o corte de energia elétrica por falta de pagamento foi suspenso, mas a partir do dia 1º de agosto as distribuidoras poderão voltar a cortar a energia de consumidores que deixarem de pagar suas contas. Apenas usuários enquadrados no programa Tarifa Social, destinado a famílias de baixa renda, terão o fornecimento mantido até o fim do ano mesmo que não consigam arcar com as faturas.
Foto: reprodução da internet
 A decisão é da Agência Nacional de Energia Elétrica. Com a declaração da pandemia do novo coronavírus pela Organização Mundial da Saúde, a Aneel havia aprovado, temporariamente, a proibição de cortes por falta de pagamento entre 24 de março e 31 de julho para todos os consumidores. Esse foi o período mais crítico da pandemia, quando diversos municípios e Estados adotaram medidas de isolamento social.
As distribuidoras deverão mandar aviso aos consumidores sobre a retomada dos cortes de fornecimento. A agência decidiu ainda que as empresas devem retomar, a partir de 1º de agosto, o atendimento telefônico humano e também o atendimento físico nas lojas presenciais, caso não haja impedimento determinado pelas autoridades locais.
Ceará agora 

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib