Queiroz negocia delação premiada com Ministério Público do Rio de Janeiro, diz emissora

O ex-assessor foi preso em 18 de junho, em casa que pertence ao ex-advogado de Flávio Bolsonaro; Queiroz é amigo próximo da família desde a década de 1980 (Foto: Nelson Almeida/AFP)
O ex-assessor foi preso em 18 de junho, em casa que pertence ao ex-advogado de Flávio Bolsonaro; Queiroz é amigo próximo da família desde a década de 1980 (Foto: Nelson Almeida/AFP)
O ex-policial e ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) Fabrício Queiroz estaria negociando com o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) uma delação premiada. Segundo a emissora CNN, o pedido de Queiroz para colaborar com as investigações inclui proteção a sua família.
As filhas de Queiroz, Nathalia e Evelyn, são suspeitas de participarem junto com o pai no suposto esquema de "rachadinha" no gabinete de Flávio Bolsonaro quando este era deputado estadual no Rio de Janeiro. A esposa Márcia, que também faria parte do desvio de salários, está foragida desde 18 de junho, quando o ex-assessor foi preso em Atibaia (SP).
Mais informações em instantes
  o Povo 
Postagem Anterior Próxima Postagem