Advertisement

Mirian Sobreira deixa Governo para se dedicar às eleições em Iguatu. Prazo para desincompatibilização

A ex-deputada estadual Mirian Sobreira (PT) foi exonerada, a pedido, do cargo de secretária-executiva de Políticas sobre Drogas no Governo do Estado do Ceará. A gestora deve se dedicar às eleições municipais na cidade de Iguatu. Até o próximo dia 4 de junho, todos os candidatos a prefeito e vice-prefeito terão que estar desincompatibilizados.

Sobreira é um dos principais nomes na disputa local ao lado do filho, o deputado estadual Marcos Sobreira (PDT). Recentemente, ela deixou os quadros do PDT e se filiou ao Partido dos Trabalhadores, legenda pela qual deve tentar disputar a Prefeitura de Iguatu.

 


Assim como ela, outros gestores, que são pretensos candidatos a prefeito neste ano, devem deixar os cargos públicos em que estão inseridos. De acordo com a Legislação Eleitoral, a data-limite é de até quatro meses antes do pleito, ainda marcado para ocorrer no dia 4 de outubro próximo, segundo o Superior Tribunal Eleitoral.

Fortaleza

Em Fortaleza, por exemplo, é grande a expectativa sobre uma possível exoneração dos secretários Samuel Dias, da secretaria de Governo de Roberto Cláudio; e de Élcio Batista, chefe da Casa Civil, também cotado para a chapa majoritária na Capital.

Pretensos candidatos a vereador, responsáveis por coordenadorias e secretarias-executivas, também devem se desincompatibilizar de suas funções públicas até o dia 4 de junho, conforme legislação.


 Blog  Edson Silva