Desenvolver habilidades para uma gestão eficaz, transparente e compartilhada, a partir do uso de novas tecnologias e da revolução digital. Esse é um dos objetivos da Especialização em “Políticas Públicas para Cidades Inteligentes (Smart Cities)”, que terá início dia 5 de março, quinta-feira, no auditório do Edifício 5 de Outubro do Tribunal de Contas do Ceará. 

A turma, com 80 alunos, terá um encontro de boas-vindas com os coordenadores do curso, os professores doutores Ana Carla Bliacheriene e Luciano Vieira de Araújo, ambos da USP, às 19 horas do dia 4 de março, no TCE Ceará, em Fortaleza. Neste momento, serão apresentados os sistemas e serviços da USP para os participantes. Para auxiliar os alunos da especialização, a biblioteca do TCE Ceará, Ministro Raimundo Girão, adquiriu 43 novos livros voltados para a temática do curso.

O presidente do TCE Ceará, conselheiro Valdomiro Távora, ressalta a importância da parceria entre a Corte de Contas e a USP na qualificação dos servidores públicos. “É uma grande honra para o Tribunal de Contas do Ceará sediar a primeira especialização da USP fora do seu campus. Queremos estimular o desenvolvimento de novas habilidades e contribuir para a melhoria contínua das políticas públicas, priorizando a transparência e fortalecendo o controle social”, afirmou o Presidente do Tribunal.

Segundo a Profª Drª Ana Carla Bliacheriene, “a oferta da especialização pela Escola de Artes Ciências e Humanidades reforça a vocação social da USP no cenário nacional, promovendo a qualificação da gestão pública a partir da capacitação continuada dos servidores públicos”. Para o Prof. Dr. Luciano Vieira de Araújo, “a união das áreas de gestão de políticas públicas e de sistemas de informação fornece os meios adequados de atuação de gestores em prol da qualidade dos serviços públicos”.

Saiba mais 

Promovida pela Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo (EACH/USP) em parceria com o TCE Ceará, a especialização terá aulas serão presenciais, sempre às quintas e sextas, a cada 15 dias. Serão 21 disciplinas divididas em quatro módulos, cursados durante 24 meses – Novas Tecnologias para Gestão Pública, Gestão Inteligente das Cidades, Cidadania Inteligente e Metodologia de Pesquisa Científica. No total, a especialização terá 436 horas: 352 horas de aulas presenciais em sala, 60 horas para monografia e 24 horas de seminários.

O curso terá conteúdos teóricos e práticos sobre inovações no setor público, bem como possibilitará a aquisição de novos conhecimentos para aprimorar a administração pública. Também serão desenvolvidas habilidades para resolução conjunta de problemas e tomada de decisões a partir de estudos de caso inspirados nas melhores práticas nacionais e internacionais sobre gestão pública e tecnologias aplicáveis às cidades inteligentes.
TCE CE 
Postagem Anterior Próxima Postagem