Os investigados deverão entregar identificações funcionais, distintivos, armas, algemas e outros elementos que os caracterizem nas suas unidades
Os investigados deverão entregar identificações funcionais, distintivos, armas, algemas e outros elementos que os caracterizem nas suas unidades (Foto: fco fontenele)
Já são 230 policiais militares do Ceará afastados de cargo por suspeita de envolvimento em motim. Conforme publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), a Controladoria Geral de Disciplina (CGD) instaurou Processos Administrativos Disciplinares (PADs) contra mais 62 policiais militares, sendo 61 por deserção especial e um por estimular a paralisação nas redes sociais. "Uniformizado e fazendo discurso inflamado para os presentes, onde tece críticas ao Governador do Estado e aos Oficiais da Polícia Militar, bem como incita aos demais policiais do BP Choque a se juntarem aos amotinados", diz trecho do documento. 

Na última sexta-feira, 21, 161 policiais já haviam sido afastados por envolvimento na paralisação. Outros sete por estimular o motim nas redes sociais, em dias anteriores. Os policiais respondem pela participação em "condutas transgressivas", bem como a "incapacidade de participação dos quadros da Polícia Militar", segundo consta no DOE. Todos estão afastados preventivamente por 120 dias para as investigações "em virtude da prática de ato incompreensível com a função pública, gerando clamor público, tornando os afastamentos necessários à garantia da ordem pública", justifica o documento.


Os investigados deverão entregar identificações funcionais, distintivos, armas, algemas e outros elementos que os caracterizem nas suas unidades. O desconto em folha dos implicados já está em vigor, conforme o documento publicado e enviado para a Secretária do Planejamento e Gestão (Seplag). As medidas estão previstas na Lei Complementar nº 98/2011.

A Polícia Militar do Ceará também abriu Inquéritos Policiais Militares (IPMs), remetidos à CGD. Outros procedimentos seguem em andamento, tanto pela PMCE quanto pela própria CGD.


o povo 
Postagem Anterior Próxima Postagem