Últimas Notícias

III Romaria do Terço dos Homens reúne mais de três mil homens em Santana do Cariri

(CE) Neste domingo (1), o primeiro do Tempo do Advento, mais de três mil homens que participam do movimento mariano do Terço dos Homens de todas as paróquias da Diocese de Crato, estiveram em Santana Cariri (CE) para vivenciar a III Romaria Diocesana do Terço dos Homens.

 O sol causticante e a alta temperatura não impediram que a multidão que se aglomerasse ao lado do memorial dedicado à menina Benigna Cardoso, que fica localizado no distrito de Inhumas, para participarem da Santa Missa, presidida pelo bispo Diocesano, Dom Gilberto Pastana, e concelebrada pelos padres que lá se encontravam.

 Em clima de romaria e fraternidade, tantos homens das mais diversas localidades se reuniram em um só propósito: celebrar aquela que tanto amou e foi fiel a Deus, a bem aventurada Virgem Maria, Mãe e Rainha. Armados com os terços em suas mãos apresentavam esta devoção rão singela, porém tão eficaz. Durante uma breve reflexão, Dom Gilberto lembrou o martírio da jovem Benigna. “Estamos em Inhumas, aqui a jovem Benigna preferiu morrer que pecar contra Deus.

 Ela foi martirizada, morta por um homem”, e lembrando as palavras do padre Cicero Romão Batista, completou: “O padre Cícero dizia que “quem matou, não mate mais, e quem roubou, não roube mais”, talvez se ele estivesse aqui diria: “Um homem de Deus não bate em mulher, não a agride, e muito menos a assassina”.

 Sejamos, pois, verdadeiros homens de Deus”, ressaltou. Após a Santa Missa, todo o povo romeiro saiu em procissão até a matriz de Senhora Santana, em um percurso de pouco mais de 2 quilômetros. Durante a caminhada, iam-se recitando e meditando o santo terço. A cada continha debulhada, as preces subiam a Deus como a poeira que cobria a estrada de terra batida.

 Há quem diga que, a devoção do terço é reservada para as pessoas de mais idade, aos homens e mulheres mais velhos, porém os pequenos jovens João Paulo e Elieusson Francisco, da paróquia São Francisco de Assis, em Salitre (CE), provam o contrário. 

Ambos com a idade de treze anos, os jovens participaram da procissão enquanto meditavam o santo terço. João Paulo conta que há três anos foi convidado pelo coordenador do Terço para ir a um dos encontros, e deste então permaneceu. “Eu não morava em Salitre, ai depois que eu me mudei, o coordenador me chamou para ir, e eu fui. Vou toda segunda à noite!”, contou ele. Elieusson, está há cinco anos no grupo. Junto dele, seu pai e seu irmãozinho também participam. “Faz tempo que eu tô’! Eu e pai fomos uns dos primeiros do grupo. Toda segunda a gente vai. Eu, pai e meu irmão de cinco anos, e ele reza também. Sabe rezar a Ave Maria no microfone da igreja”, destacou.

 Na Matriz, a benção do Santíssimo Sacramento marcou o encerramento desta romaria. Ao final, Dom Gilberto anunciou o local da IV Romaria Diocesana, para o ano que vem: será em Juazeiro do Norte (CE), no dia 29 de novembro de 2020. 

 Texto e fotos: Mychelle Santos