Chapa de Oposição chega forte para Eleição do Sindicato dos Servidores Públicos de Lavras da Mangabeira



O Sindicato dos Servidores Público Municipal de Lavras da Mangabeira poderá mudar de mãos com a eleição do próximo dia 12 de Outubro. Pelo menos é o que se tem percebido junto aos servidores municipais de Lavras nessas últimas semanas.




Duas chapas concorrem a presidência do sindicato local. Atual diretoria concorre a reeleição. 

A semana que passou, denúncias de supostas "manobras" buscando se beneficiar com o ingresso, esse ano, de servidores contratados e comissionados ligados ao governo municipal local, chegou a Comissão Municipal do processo eleitoral em Lavras, bem como, a Federação dos Sindicatos ao qual a entidade local pertence.




De acordo com a denúncia, esses servidores não efetivos, e com cargos de confiança, foram "inseridos" nos quadros do Sindicato para que possam votar na atual direção, que busca reeleição.






Segundo a chapa opositora, a diretoria atual não estaria atendendo a requerimentos feitos com objetivo de dificultar a fiscalização na entidade.





Muitos servidores públicos do município de Lavras/CE, de maneira especial, ligados a educação, não tem "simpatia" pela atual gestão sindical no poder a seis anos, onde a princípio o mandato que é de quatro anos, foi estendido por mais dois anos, segundo vários associados, sem o devido comunicado, vindo apenas a se ter conhecimento da extensão do mesmo, quando o processo já havia sido concluído.




Outro ponto negativo da atual Direção do Sindicato dos Servidores Público local, comandado pela funcionária ja aposentada D. Socorro, foi o  "descansar" quanto aos precatórios da educação, além do que, os servidores classificou a diretoria de, descompromissada, no tocante a famosa "requalificação financeira" feita pela Prefeitura Municipal lavrense com o suposto aval do Sindicato.


Em 2018, o que foi colocado como objetivo na "requalificação", foi a igualdade financeira dos profissionais novatos (último concurso público - 2014) que passariam a receber pelas suas graduações e pós-graduações, em comum acordo com o Sindicato. Até hoje, isso não foi feito.





A CHAPA 2 (Oposição) tem como candidato a presidência do Sindicato, o motorista de ambulância Vicente Hércules Freire Correia lima.
A chapa oposicionista traz como lema: "transparência, democracia e respeito ao servidor". 


 
"Chegando a direção do Sindicato, vamos buscar a moralização administrativa. Vamos acabar com essas tomadas de decisões feitas hoje, no "escuro" que pra mim, são no mínimo, estranhas para não dizer algo mais pesado", disse o candidato.

Hercules tem tido boa aceitação dos servidores e tem conversado com a classe em visitas diárias feita e que continuarão até o prazo permitido.

 Com informações do Radialista Paulo Sergio de Carvalho