Últimas Notícias

ASSARÉ : Escola em Tempo Integral na Cajazeiras do Simião é uma realidade da atual gestão



O alunado da Escola Antonio Francelino no distrito de Cajazeiras do Simião recebeu com entusiasmo a nova modalidade de funcionamento, ou seja: em tempo integral. Na verdade, a Secretaria Municipal de Educação de Assaré, responsável pela escola, fez todo um preparo para que nada saísse capenga ao funcionamento desta modalidade, que não deixa de ser um grande desafio.
No início da semana os 49  alunos que estão lotados da educação infantil ao 5º ano do ensino fundamental,  tiveram suas rotinas mudadas na vida escolar. Pois, ao invés de saírem às 11 horas, estão deixando a escola somente no final da tarde. Na reunião com os pais, o projeto foi aceito com otimismo. No entanto, com as crianças só depois da 1ª semana se teve como avaliar a aceitação. A secretária Eldevanha Souza esteve nas duas escolas, que agora estão com tempo integral e ouviu os alunos. “Os alunos aceitaram numa boa, que me causou até surpresa, quando um deles me perguntou por que não poderia ficar até mais. Levando para o lado prático, podemos dizer que uma coisa puxa a outra. As novas atividades estão motivando o maior interesse pelas disciplinas regulares”, disse Eldevanha.      
Nesta versão em tempo integral, para educação infantil, a rotina é construída assim:
- Contação de histórias (oralidade e escrita), cantigas de rodas e brincadeiras populares (visa o desenvolvimento da expressão oral e corporal, percepção visual e auditiva), arte e cultura, (incentiva a produção artística e cultural), psicomotricidade, (motiva as capacidades sensitiva e perceptiva), saúde e qualidade de vida, (prevenir doenças e vulnerabilidade). E para as crianças que estudam no fundamental 1, são acrescidas as disciplinas de Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Arte, Educação Física, Geografia, História, Ensino Religioso, Ciências da natureza e Matemática.
As escolas em tempo integral do Município é uma ação educativa exclusivamente do Município, que resolveu iniciar esse novo desafio por onde tinha espaço suficiente para acomodar os alunos nos dois turnos.
No próximo ano, será a vez do Distrito de Genezaré também emplacar o ensino de forma integral.