Advertisement

Chiquinho anuncia que pediu registro de chapa com neutralidade do PSDB na eleição

 

O empresário Chiquinho Feitosa disse, nesta sexta-feira (5), que continua como presidente regional do PSDB e só deixará o cargo após ser notificado da decisão do comando nacional da sigla. Ele anunciou, ainda, que deu entrada no registro da ata da convenção que oficializou a neutralidade da agremiação na eleição no Ceará. O registro é feito no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O site cearaagora antecipou, na noite desta quinta-feira (4), que a briga interna no PSDB iria parar na Justiça.

A convenção estadual, realizada de forma conjunta entre PSDB e Cidadania, que compõem uma federação, indicou que, ao invés do apoio à candidatura de Roberto Cláudio (PDT), os dois partidos deveriam ficar neutros na disputa ao Governo do Estado. Os atos da convenção, a pedido do senador Tasso Jereissati, foram anulados por meio de uma resolução do presidente da Federação PSDB-Cidadania, Bruno Araújo. Tasso foi nomeado presidente interino da federação e do PSDB.

CANDIDATURA À CÂMARA FEDERAL

Ao falar como presidente regional do PSDB, Chiquinho Feitosa disse que a convenção cumpriu as exigências do edital publicado com oito dias de antecedência que previa a realização da convenção nessa quinta-feira (4), a partir das 16 horas, no Auditório Murilo Aguiar, na Assembleia Legislativa.

Segundo Chiquinho, todos os atos legais para realização da convenção foram adotados e que todas as medidas judiciais serão adotadas para preservar a vontade da maioria dos integrados do colegiado que decidiu pela neutralidade do PSDB-Cidadania no primeiro turno da eleição de 2022. Chiquinho Feitosa anunciou, ainda, que será candidato à Câmara Federal e que a chapa que está sendo montada possibilitará ao PSDB eleger dois parlamentares.

CONVITE DE TASSO E NEGATIVA AO REPUBLICANOS

O empresário Chiquinho Feitosa fez um relato sobre o histórico que antecedeu ao desdobramento que marcou o dia mais triste da história do PSDB no Ceará. Chiquinho disse que tinha convite para se filiar ao Republicanos, mas aceitou a entrada no PSDB após o comando o senador Tasso Jereissati.

Tasso, conforme enfatizou, o convidou para se filiar e assumir o comando regional do partido e garantir uma chapa que abrisse caminho para a eleição de dois deputados federais.

Ao falar da disputa à Câmara Federal, Chiquinho citou que, entre os nomes dessa chapa, estão o ex-deputado Aníbal Gomes, a vereadora Cláudia Gomes e o suplente à Câmara Federal, Totonho Lopes. Chiquinho reafirmou que será candidato e que o PSDB elegerá dois deputados federais.

DECISÃO UNILATERAL DE TASSO

Uma das queixas de Chiquinho Feitosa é que Tasso anunciou, sem comunicar aos demais membros da executiva do partido, a decisão de apoiar a candidatura de Roberto Cláudio. Ele afirmou que essa medida unilateral foi tomada mesmo após o PSDB ter avançado nos entendimentos para uma possível aliança com o PT, onde os tucanos teriam a vaga de vice-governador, das duas suplências na chapa de Camilo Santana ao Senado, além da ajuda de votos para a eleição de dois deputados federais.

Poucas horas antes da entrevista de Chiquinho Feitosa, o senador Tasso Jereissati comandou uma nova convenção, com a presença do candidato Roberto Cláudio, para anunciar a aliança com o PDT e o lançamento do nome do empresário Amarílio Macedo ao Senado. Com duas convenções em menos de 24 horas, o PSDB e o Cidadania irão protagonizar uma guerra na Justiça para definir qual o verdadeiro destino dos dois partidos nas eleições de 2 de outubro.


                     Ceará agora

Postar um comentário

0 Comentários