Advertisement

Main Ad

CRATO : Roda de Poesia no Gesso retoma atividade presencial

 

FOTO Bruna Edwirges

Neste domingo, 30 de janeiro, a partir das 16h, será retomada as atividades da Roda de Poesia no Gesso desenvolvida pelo Coletivo Camaradas. Deste o início da pandemia, a roda acontecia em formato virtual.
Essa edição contará com o lançamento do videoclipe do multiartista Hamurábi Batista, gravado na comunidade do Gesso, que faz uma versão em ritmo de embolada da música “A Internacional Comunista”. Hino conhecido mundialmente pelos militantes das organizações e partidos de esquerda. A Roda contará ainda com a participação do poeta Henry Alves e das escritoras Bruna Edwiges e Estrela do Sul. O microfone é aberto para que o público possa ler poemas. Normalmente as crianças da comunidade fazem fila para ler poesias.
Para a coordenadora da Roda de Poesia, Bruna Edwiges, ação tem importância por popularizar a literatura. Ela destaca que diferente de outros saraus, esse tem o protagonismo das crianças, não é um espaço só para poetas. “Colocar a palavra na rua é um ato revolucionário, quando nos é negado cotidianamente o direito à literatura”, enfatiza a coordenadora.
A além da roda de poesia acontecerá também a Feira de Sustentabilidade com vendas de comidas, artesanatos, mudas de plantas e brechó. O que movimenta a economia local. O Coletivo Camaradas vem adotando nestas atividades a moeda social Lourenço, em homenagem ao Beato José Lourenço, líder do movimento do Caldeirão da Santa Cruz, no Crato. A moeda social tem sido uma alternativa para complementação de renda.
Conheça os participantes desta edição da Roda de Poesia no Gesso
Henry Alves
É amante das palavras e que busca um eu lirico que lhe caiba, 22 anos, acadêmico de Letras da Universidade Regional do Cariri - URCA. Se denomina como um ancião bucólico. A poesia de Henry é um grito da vida contemporânea marcada pelos desafios mais íntimos.
Hamurábi Batista
Nasceu em 1971, na cidade de Juazeiro do Norte, Ceará.
Xilogravador e cordelista desde 1991. Participa das feiras, salões e bienais do livro nas regiões Nordeste, Norte, Centro-oeste e Sudeste, também realizando oficinas de xilogravura e cordel, além de apresentações de emboladas das suas poesias.
Da Via Sacra ao Kama Sutra, inúmeras matrizes no decorrer dos seus trinta anos de carreira, mais de duzentos e cinquenta folhetos onde aborda a cultura popular, e personagens, e fatos da história. Além disso, procura abolir de sua obra as palavras e expressões estimuladoras do machismo, da misoginia, do preconceito, do racismo, e da homofobia. Acreditando e buscando a igualdade, a fraternidade, e a recuperação do meio ambiente.
Bruna Edwiges
É coordenadora da Roda de Poesia no Gesso, integrante do Coletivo Camaradas, uma brincalhona de palavras mas que também usa a palavra para construir uma outra perspectiva de mundo em que a justiça e igualdade seja um norte. Bruna é psicologa e escritora do portal Recanto das Letras.

Estrela do Sul
É poeta e contista da região do Cariri- CE, atua no coletivo Satirika desde o ano de 2018. É uma escritora underground que trabalha exclusivamente com literatura de livreto e produção cultural em prol da divulgação, popularização, aumento da acessibilidade e criação de espaços para a literatura. Participa da produção da revista Satirika, publica seu trabalho em livreto e também atua com intervenção urbana, sarau e literatura de internet. Seu trabalho tem ênfase em protagonizar mulheres no Cariri.

Postar um comentário

0 Comentários