Durante operação contra tráfico de drogas, PF prende primo de Davi Alcolumbre - Blog Amaury Alencar - O Mais completo do Interior do Ceará

Blog Amaury Alencar - O Mais completo do Interior do Ceará

O Blog mais completo do interior do Ceará com compromisso com a notícia.


20/10/2021

Durante operação contra tráfico de drogas, PF prende primo de Davi Alcolumbre

 


A Polícia Federal do Amapá prendeu, na manhã desta 4ª feira (20.out), Isaac Alcolumbre, primo do senador Davi Alcolumbre. A ação foi realizada durante uma operação contra crimes de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

Segundo o superintendente da PF do Estado, Anderson Andrade Bichara, Alcolumbre foi preso com uma grande quantidade de dinheiro, além de ser constatado como o dono de um aeródromo certificado por onde transitavam aviões que colaboravam com o esquema criminoso, provenientes da Venezuela e da Colômbia.

No total, foram cumpridos 24 mandados de prisão preventiva e 49 mandados de busca e apreensão nos Estados do Amapá, Pará, Amazonas, Piauí, Ceará, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná. Medidas de sequestros de bens, direitos e valores foram impostas a 68 pessoas físicas e jurídicas, totalizando a apreensão de 95 veículos, três aeronaves, 19 embarcações e diversos imóveis. Também foi feito o bloqueio de ativos financeiros, chegando ao valor de R$ 5,8 milhões.

De acordo com a investigação, a organização criminosa atuava no tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro. O fluxo dos produtos ilícitos se dava principalmente entre Colômbia, Venezuela e Brasil, onde o Amapá seria uma das bases fundamentais para o esquema criminoso, composto por aeronaves.

A organização possuía, ainda, mecânicos de aeronaves, pilotos, operadores financeiros e terceiros que recebiam quantias em contas pessoais e empresariais. Também foram identificadas várias empresas de fachada de outros Estados que participavam do crime para ocultar os valores.

Segundo a PF, os investigados podem responder por pelos crimes de tráfico internacional de drogas, organização criminosa e lavagem de dinheiro. As penas somadas podem chegar a 51 anos de reclusão, além do pagamento de multa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.