Hemoce utiliza novos métodos para liberar diagnóstico de Covid-19 em até 50 minutos - Blog Amaury Alencar - O Mais completo do Interior do Ceará

Blog Amaury Alencar - O Mais completo do Interior do Ceará

O Blog mais completo do interior do Ceará com compromisso com a notícia.

Breaking

04/07/2021

Hemoce utiliza novos métodos para liberar diagnóstico de Covid-19 em até 50 minutos

 

(Foto: Reprodução)

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce) implantou novas metodologias para realizar o diagnóstico da Covid-19. Com as novas técnicas, que analisam a presença molecular do vírus Sars-CoV2, os resultados que antes eram liberados com média de até 24 horas, passam a sair entre 15 e 50 minutos. A agilidade no diagnóstico traz mais rapidez no atendimento, na liberação de leitos e otimiza o acesso da população aos serviços de saúde. Os exames estão disponíveis para pacientes em situação de urgência e emergência em hospitais públicos.

De acordo com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), a entidade utiliza duas técnicas para o diagnóstico. O teste molecular de amplificação isotérmica e o RT-PCR de rápida liberação. O primeiro é feito pelo swab, com coleta de material nasal. A metodologia é utilizada em pacientes de urgência e emergência. O teste pode ser feito no local onde o paciente está sendo atendido, já que não existe manipulação da amostra e é realizado nos laboratórios dos hospitais. O resultado sai em, no máximo, 15 minutos.

“A proposta é que pacientes com sintomas gripais e necessidade de internação, bem como pacientes com necessidade de cirurgia de urgência e emergência, que estejam em atendimento nas unidades hospitalares da Rede Sesa, possam realizar seus testes moleculares com liberação rápida dos resultados, a fim de dar celeridade ao processo, com maior segurança na definição do local de internação e otimização do uso dos recursos disponíveis”, explica Luany Mesquita, diretora de Hematologia do Hemoce.

Atualmente, cinco hospitais estaduais utilizam o teste de liberação rápida. O Hemoce capacitou os profissionais de saúde dos hospitais Geral de Fortaleza (HGF), de Messejana (HM), Geral César Cals (HGCC), São José (HSJ) e Infantil Albert Sabin (Hias) para a utilização da técnica. As demais unidades públicas de saúde, com menor demanda, podem utilizar o método enviando as amostras para o laboratório do Hemoce.

Já o RT-PCR de rápida liberação é realizado, na maior parte dos casos, para doadores e receptores de transplantes de órgãos. Este teste também ocorre pela coleta de swab, com haste flexível, mas deve ser realizado em laboratório de biologia molecular.

“Como ocorre manipulação de amostra do paciente, com chances de contaminação, o processamento da amostra precisa ser realizado em laboratório com estrutura apropriada para realização de testes de biologia molecular”, pontua Veridiana Pessoa, coordenadora do laboratório de biologia molecular de Covid-19 do Hemoce. Na Rede Sesa, o Hemocentro é o único laboratório de biologia molecular que realiza o método para Covid-19. O diagnóstico fica disponível em 50 minutos.

Fonte: O Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.