05/04/2021

Quixadá : Ilário Marques tem cerca de R$ 150 mil em bens bloqueados por improbidade administrativa

 



Durante os últimos quatro anos, o ex-prefeito de Quixadá, Ilário Marques (PT), sempre foi alvo da Justiça ou do Ministério Público. No poder, o petista chegou a ser afastado do cargo acusado de receber propina. Agora, após ser derrotado nas urnas, o Poder Judiciário continua no encalço do ex-político.

Dessa vez o Tribunal de Justiça do Estado do Ceará determinou a indisponibilidade de bens do ex-prefeito na valor de cerca de R$ 150.000,00 (cento e cinquenta mil reais) referente a um processo que trata de improbidade administrativa durante seu último mandato como chefe do executivo da Terra dos Monólitos, entre 2017 e 2020.

No último dia 10 de março, a Juiza da 1ª Vara Cível da Comarca de Quixadá, Dra. Giselli Lima de Sousa Tavares, expediu uma decisão de ordem de bloqueio dos bens, móveis e imóveis, do petista. “Ademais, tendo em vista o acórdão de págs. 366/380, no qual o agravo de instrumento foi conhecido e provido, tornando indisponíveis os bens do requerido, José Ilário Gonçalves Marques, no valor de 10 (dez) vezes a sua remuneração, que é de R$ 14.663,50 (quatorze mil seiscentos e sessenta e três reais e cinquenta centavos)”.

Esta não foi a primeira vez, e poderá não ser a última, que Ilário Marques (PT) teve seus bens bloqueados pela justiça pelo cometimento de crime de improbidade administrativa.