Prefeitura de Quixadá e Maternidade selam acordo e município irá assumir gerência dos novos leitos de UTI e Enfermaria

 



Uma reunião nesta segunda-feira (22) selou o acordo entre as partes para a gerência dos novos leitos de UTI e Enfermaria

Com o agravamento da pandemia da COVID-19 em todo o estado, novos leitos de UTI’s e Enfermaria estão sendo abertos em vários municípios cearenses. No estado, municípios como Quixadá, Canindé, Quixeramobim, Crateús e outros receberam ou irão receber novos leitos de UTI e Enfermaria para tratar pacientes acometidos com o Coronavírus.

Em Quixadá, 10 novos leitos de UTI e vários outros de enfermaria serão instalados em anexo ao Hospital e Maternidade Jesus Maria e José e foram conseguidos graças a uma parceria entre a prefeitura o Governo do Estado e Maternidade que irá ceder sua estrutura física para a instalação da nova ala de leitos. A estrutura estava programada para ser inaugurada na última sexta-feira (19), mas um atraso na chegada dos insumos fez com que a abertura dos novos leitos fosse adiada.

Com o agravamento da pandemia na região do Sertão Central e a urgência na abertura dos novos leitos, no último sábado (20), o prefeito de Quixadá, Ricardo Silveira, e os médicos que fazem parte do Comitê Especial de Enfrentamento a COVID-19, encaminharam um ofício a Maternidade, pedindo que os leitos fossem colocados em funcionamento de forma gradual ou definitiva. Entre as justificativas apresentadas no ofício pela cobrança de abertura dos leitos, a Prefeitura argumenta que o município encontra-se em nível de risco altíssimo para transmissão da Covid-19, evidenciando a tendência de um crescimento no número de novos casos.

Na segunda-feira (22) uma reunião entre Ricardo Silveira e o Bispo Diocesano Dom Ângelo Pignoli, responsável pela administração da Maternidade, foi selado um acordo entre as partes em que o a Maternidade cedeu para o município a gerência dos novos leitos de UTI e Enfermaria. Participaram ainda da reunião, o vice prefeito Marcelo Ventura, a secretária de Saúde do município, Benedita Oliveira, vereador Luiz do Hospital, representando o Legislativo, representantes do Ministério Público e a equipe Jurídica da maternidade e da prefeitura de Quixadá.

“Saímos bastantes satisfeitos da reunião que se desenrolou em clima cordial. A maternidade entendeu a necessidade do município em colocar os leitos para funcionar com máxima urgência devido a gravidade da situação da pandemia não somente em nosso município mas em toda a região e a necessidade da abertura de novos leitos. Iremos fazer um levantamento de tudo o que for necessário para abertura dos leitos e fazer um cronograma para colocá-los em funcionamento”, disse o prefeito Ricardo Silveira.

A abertura dos novos leitos em Quixadá irá representar um desafogo para o Hospital Regional do Sertão Central, em Quixadá. Atualmente, a unidade de saúde encontra-se com taxa de ocupação dos leitos de UTI de 96,43% e de 87,5% dos leitos de Enfermaria.


                                            Monólitos Post 

Postar um comentário

0 Comentários