17/03/2021

Cinco ministros do governo Bolsonaro são convidados à Câmara para tratar sobre vacinação

 






Como são convites e não convocações, a presença dos ministros não é obrigatória. Foto: Reprodução/Marcos Corrêa.

Cinco ministros de Estado do governo Bolsonaro são convidados a comparecer à Câmara dos Deputados nos próximos dias. Como são convites e não convocações, a presença dos ministros não é obrigatória.

Os convites foram aprovados nesta quarta-feira (17) pelas comissões de de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI); e de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (CREDN).

A CCTCI aprovou a realização de reunião conjunta com a CREDN para ouvir os ministros Marcelo Queiroga, da Saúde; Ernesto Araújo, das Relações Exteriores, e Marcos Pontes; da Ciência, Tecnologia e Inovações. Também serão convidados representantes da Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz) e do Instituto Butantan.

O objetivo é debater o tema das vacinas, incluindo contratos firmados, o atual estágio de produção dos imunizantes, iniciativas diplomáticas e comerciais para a ampliação da oferta diária do produto e o apoio governamental a pesquisas para a fabricação de vacinas totalmente nacionais.

Segundo a deputada Perpétua Almeida (PCdoB/AC), que propôs a reunião conjunta, “o Brasil imunizou atualmente um pouco mais de 5% da sua população, enquanto países como os Estados Unidos já atingiram 28%, Chile 26%, Reino Unido 35% e Espanha 10%”.

Ela destacou que a realidade desses países já demonstra resultados positivos em termos de queda no número de hospitalizações e de mortes. “O que está sendo feito aqui? Como vacinar mais e vacinar mais rápido? E como o Parlamento pode contribuir? Esse é o objetivo desta reunião conjunta”, explicou.

Prioridades

A CCTCI também aprovou a realização de duas outras audiências públicas para ouvir, separadamente, os ministros Marcos Pontes, da Ciência, Tecnologia e Inovações; e Fábio Faria, das Comunicações. Eles deverão apresentar ao colegiado as prioridades da pasta para 2021. Os convites foram sugeridos pelo presidente da comissão, deputado Aliel Machado (PSB/PR).

Também para apresentar as prioridades da pasta para 2021, serão convidados pela CREDN os ministros Fernando Azevedo, da Defesa; e Ernesto Araújo, das Relações Exteriores. Os requerimentos foram apresentados pelo presidente do colegiado, deputado Aécio Neves (PSDB/MG).

Fonte: Câmara dos Deputados.