Ciro faz apelo a Bolsonaro e ao Congresso Nacional para manter Auxílio Emergencial

 




"Cerca de 66 milhões de brasileiros serão vulneráveis, a partir de 1° de janeiro de 2021. Não terão dinheiro para comer, comprar uma máscara e não vão poder trabalhar, por conta do isolamento social provocado pelo recrudescimento do coronavírus. Faço apelo ao presidente Bolsonaro e ao Congresso Nacional para manter o benefício. Posso apontar fontes de recursos" declarou em vídeo. 

Ciro propôs ao Governo e ao Congresso o pagamento do auxílio até a conclusão da vacinação. "É urgente se comprar a vacina e imunizar a população", afirmou , em forma de apelo dramático. 

Para Ciro Gomes, país é rico, tem reservas bilionárias, que podem ser usadas nesses momentos de urgência. Segundo Ciro, o Banco Central tem reservas para cobrir as despesas, sem afetar o equilíbrio financeiro da Nação. 


Roberto Moreira 

Postar um comentário

0 Comentários