Camilo Santana discute com Fiocruz antecipação de vacina contra Covid 19






Vacina de nome ChAdOx1 n-CoV-19, feita pela Universidade de Oxford/Astrazeneca-Fiocruz, está na fase 3 de testes no Brasil. Ela deve ser uma das primeiras a ser distribuída no País. (Foto: Bernardo Portella/Fiocruz/Divulgação)
Vacina de nome ChAdOx1 n-CoV-19, feita pela Universidade de Oxford/Astrazeneca-Fiocruz, está na fase 3 de testes no Brasil. Ela deve ser uma das primeiras a ser distribuída no País. (Foto: Bernardo Portella/Fiocruz/Divulgação)

O governador Camilo Santana (PT) afirmou que se reuniu com a presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Nísia Lima, para discutir a possibilidade de antecipar a vacina contra Covid-19 produzida em conjunto com a AstraZeneca e a Universidade de Oxford. O comentário ocorreu durante live do Jornal Jangadeiro. Segundo Camilo, a previsão da Fiocruz é receber os insumos para produção da vacina em meados de janeiro e disponibilizá-la no início de fevereiro.

As datas acompanhariam a expectativa de começar a vacinação no dia 15 de fevereiro, seguindo o Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra a Covid-19. Nesse sentido, mais de um milhão de cearenses do primeiro grupo prioritário devem ser vacinados até julho de 2021. Se encaixam na primeira fase de vacinação idosos acima de 65 anos e profissionais de saúde atuando na linha de frente da pandemia.



 O governador também informa que a Fiocruz está trabalhando para a possibilidade de trazer a vacina já pronta do exterior. Conforme o calendário da fundação brasileira, a expectativa é de que a partir de agosto de 2021 a produção da vacina contra a Covid-19 seja 100% nacional. De agosto a dezembro de 2021, devem ser entregues mais 110 milhões de doses para os brasileiros, após entrega de 100,4 milhões entre fevereiro e julho de 2021.


o Povo 


Postar um comentário

0 Comentários