A Procuradora Regional Eleitoral, promotora Lívia Maria de Sousa, que representa o Ministério Público, pediu à Justiça Eleitoral o indeferimento da candidatura do petista Antônio Teixeira. A Procuradora cita um rosário de crimes cometidos pelo candidato.

Antônio Teixeira e seus secretários foram presos, amcusados de vários crimes contra o Erário de Senador Pompeu, quando administrou o município. Ele ficou preso no quartel dos Bombeiros porque à época era prefeito e tinha direito à regalia. Foi solto por meio habeas corpus.


Roberto Moreira 

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib