A Polícia Federal está fechando o cerco no Município de São Mateus (ES) em relação à compra de votos nestas eleições. Diversas denuncias recebidas por meio do Pardal Eleitoral já começam a ser alvo de investigações por parte da Polícia Federal.

Dentre os bairros de onde partiram o maior número de denúncias estão o Bairro Village e Vila Nova, ambos da periferia do Município de São Mateus.

Segundo um moradora do Bairro Village, um Blogueiro e candidato do Município, caminhou pelo bairro pedindo votos para sua campanha de vereador e para o prefeito que o mesmo apoia. Durante a caminhada uma moça, segundo a testemunha, era responsável por anotar nome e endereço dos que concordavam em colocar adesivos nas portas e janelas, no dia seguinte, os moradores do local foram contemplados com Cestas Básicas.

As denúncias dão conta ainda, de que diversos condutores de veículos forem abordados para também colocarem adesivos em seus carros e motos, em troca, alguns receberam uma quantia em dinheiro para abastecimento.

O inspetor da Polícia Federal, Dr. Fabricio Melgaço informou que junto às denúncias encontram-se diversos vídeos e fotos que comprovam a prática abusiva. Dr. Fabrício alerta que a conduta é tipificada como crime eleitoral, configurado como compra de votos e abuso de poder econômico, que pode ter pena de 2 a 3 anos de prisão, cassação do registro de candidatura ou mesmo do mandato se o transito em julgado ocorrer após a data da posse.

A origem das Cestas Básicas também são investigadas, por haverem suspeitas de que são adquiridas com recursos públicos, desta forma o crime ainda pode ser enquadrado como improbidade administrativa, se o acusado for detentor de mandato.

Além das Cestas Básicas, do Dinheiro para a compra de Gasolina, as denuncias dão conta ainda de que os candidatos fazem promessas de emprego em órgãos públicos do município e até pedem para que alguns eleitores envie curriculos para um endereço de email criado com o intuito de fazer a triagem para contratações em postos de saúde, escolas e outros setores do município.

As investigações iniciaram com apreensões de cestas básicas em uma casa localizada um ponto comercial localizado no Bairro Sernamby que aparentemente foi alugado apenas para o período eleitoral, já que o proprietário alega que ali não possui nenhuma atividade comercial e o contrato de aluguel foi assinado no dia 15 de Setembro deste ano.

A equipe do F7 Notícias continuará acompanhando as investigações e todos os detalhes serão trazidos em primeira mão pela nossa equipe.

Reportagem: Leonardo Marinho

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib