Como nos apresentamos diante da sensação de felicidade eterna ao conhecer o amor de nossas vidas? E como nos mostramos depois que a parceria, que parecia eterna, chega ao fim? Esses são alguns dos questionamentos que os intérpretes Clarissa Costa e Jhon Morais, do Dança-Libras, vão apresentar na Mostra Sesc de Culturas, que este ano será 100% digital. Com classificação livre, o espetáculo “Felizes para Sempre” poderá ser visto no dia 06 de novembro, às 18h, com transmissão pelo Youtube do Sesc Ceará.


Clarissa e Jhon fazem um passeio entre técnicas de danças de salão, gestos e vocabulários da Língua Brasileira de Sinais para falar de amor, com pitadas de ironia e humor. Assim, o corpo, os movimentos e a comunicação por meio da Libras entram em cena, mostrando que a arte é, acima de tudo, democrática, plural e questionadora. “Felizes para Sempre nos permite rir um pouco de nós mesmos e dissolver a linguagem de sinais na dança, agregando significados, curiosidades, interesse e autocrítica a nossa pessoa social”, explica Clarissa Costa.


O Dança-Libras é uma plataforma de pesquisa e criação cênica. Surgiu quando os artitas começaram seus estudos em Libras em 2014. Paralelamente ao estudo da língua e suas possíveis proximidades com a cultura surda, os dois iniciaram a criação do primeiro espetáculo, justamente o “Felizes para Sempre”. O desejo de transformar em dança uma situação de duas pessoas conversando em Libras sempre existiu no desejo visual/sensorial de Clarissa, mas, para isso, era preciso aprender a língua. E foi exatamente isso que ela decidiu fazer.


Deste então, o Dança-Libras vem se formatando e acolhendo outras pessoas que também são artistas e usam a Língua Brasileira de Sinais para se comunicar, entre bailarinos surdos e não surdos e artistas-orientadores surdos e ouvintes. E só para se ter uma dimensão da aceitação dessa ideia por parte do público e crítica, “Felizes para Sempre” já passou por vários estados do País e até em outros países, como Suíça. “Esse é o nosso trabalho que mais abraça todas as pessoas que encontramos dentro e fora do Brasil. E esperamos que seja assim também na Mostra Sesc de Culturas deste ano. Sabemos da trajetória desse evento e esperamos ampliar as nossas pontes de comunicação com outras tantas pessoas que tem a Libras como primeira língua”, finaliza Clarissa Costa.


“Se amostra pro mundo, Ceará!”


De 01 a 08 de novembro, a Mostra Sesc de Culturas Digital acontece como culminância do Tudo em Casa Fecomércio, criado ainda no início do isolamento social como forma de levar cultura e lazer para adultos e crianças. De março até setembro, foram realizadas mais de 930 ações online, reunindo um público de mais de 488 mil pessoas. Dessa forma, a Mostra traz shows, apresentações teatrais, bate papo, ações formativas, exposições, visitas aos Mestres da Cultura, histórias de grupos de tradições.


Além do Youtube e das redes sociais, a programação completa pode ser conferida no aplicativo “Mostra Sesc de Culturas”, disponível para Android e iOS.

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib