FOI PRESO





Policiais da 91ª DP (Valença) prenderam um falso médico que atuava em hospitais de Valença, Mendes, Volta Redonda, Piraí e Barra do Piraí, municípios do sul do Rio de Janeiro. Segundo a Polícia Civil, o suspeito, preso no Hospital Escola de Valença, usava dados e documentos de um médico residente em Goiás.
Além de usar CRM falso, o homem também se apresentava como tenente do Exército, com documentos e farda da corporação, de acordo com a polícia.
O falso médico começou a trabalhar na região no início da pandemia de covid-19 e se aproveitou da falta de médicos para atendimento.
Ainda de acordo com a Polícia Civil, ele atendia na unidade médica havia dois meses e, em um dos casos, provocou uma amputação de perna de um paciente, após cometer erros médicos, incluindo prescrição de remédios não recomendados ao tipo de ferimento do paciente.
Segundo a polícia, a falsidade ideológica foi confirmada e em seguida o médico disse seu verdadeiro nome, que ainda não foi confirmado, já que os agentes ainda estão pesquisando bancos de dados de Brasília, Goiás e Rio de Janeiro.
Ele foi preso em flagrante e vai responder por falsidade ideológica, lesão corporal, exercício ilegal da medicina, uso de documento falso e falsa identidade. Caso condenado, ele pode levar a mais de 10 anos de prisão.
A delegacia faz operações para descobrir como o suspeito conseguiu os dados do verdadeiro médico e a documentação de militar

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib