Nesta sexta-feira (25), no programa O Povo no rádio, da rádio CBN Cariri, o Jornalista Farias Júnior conversou com o sócio da marca OUS, Rafael Narciso, sobre a distribuição das pulseiras higienizadoras contra a covid-19.

O projeto intitulado “uma mão lava a outra” é voltado para crianças de baixa renda que serão agraciadas com as pulseiras. Por ser um dos estados mais afetados pela pandemia, o Ceará foi o escolhido para receber as pulseiras. Inicialmente elas serão doadas para as crianças da rede pública de ensino de Brejo Santo.

 

Durante a conversa, o jornalista Farias Júnior perguntou quantas pulseiras serão entregues para os alunos da rede pública de ensino de Brejo Santo e qual foi o critério utilizado para a escolha da cidade?

Rafael Narciso respondeu, que foram doadas 5.600 pulseiras, que começaram a ser distribuídas nesta quarta-feira (23), e a organização está por conta da secretaria de educação do município. A respeito da escolha da cidade, disse: “a escolha da cidade de Brejo Santo, foi devido a toda a produção de calçados já feita pela Dilly Sports, indústria calçadista que faz a produção dos tênis”. Disse também, que  foi um trabalho desenvolvido em conjunto com a Universidade Federal do Paraná, a Universidade Federal do Ceará e a Universidade Federal do Cariri, em concordância com o projeto as instituições entenderam a importância de trabalhar no estado do Ceará, pela situação que o mesmo estava vivendo no momento do começo da pesquisa, em abril.

Indagado sobre como funciona a parceria, Rafael respondeu, "produzimos o material com os fornecedores da Dilly Sports, e queremos fazer doações por várias cidades, começamos por Brejo Santo, atendendo os alunos de 10 a 14 anos, estudamos com a secretaria de educação e vimos o número de quantas crianças eram, e chegamos nesse número que também engloba os professores”. Relatou que não existe um critério específico, mas a distribuição é feita para as crianças do ensino público dessa faixa etária, e o importante é ter uma secretaria de educação que dê suporte na distribuição, que consiga organizar e distribuir,  juntamente com a entrega do produto, e fazer um treinamento dos professores com os alunos. 

Pelo projeto uma mão lava a outra, na cidade serão três rodadas de treinamento remoto, onde há explicação do que é o material, como deve ser usado. E no final afirmou que além das medidas de profilaxia como o uso da máscara, a pulseira é um adicional de segurança, sendo um material para higienização, explicou a questão da consciência ambiental, colocando-a em prática no descarte adequado da pulseira, já que é feita de um material reciclável, que é o plástico. Por fim, enfatizou, que a cada pulseira vendida será entregue outra para uma criança da rede pública de ensino do Cariri.


As pulseiras higienizadoras são uma parceria da OUS, com a Dilly Sports, as Universidades Federais do Ceará, Paraná, do Cariri e a prefeitura de Brejo Santo.


*Victória Ellen, da redação do Blog do Farias Júnior.

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib