O governador Camilo Santana recebeu na tarde desta segunda-feira (24) em Fortaleza o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello. Durante o encontro, realizado no Palácio da Abolição, foram discutidas ações de combate à pandemia do coronavírus e o planejamento para ampliar o atendimento da rede publica. 






 “Apresentamos as ações, todo plano de modernização e regionalização que o Estado está fazendo. Foi um momento importante até para estreitarmos as parcerias, principalmente com as expansões que estão sendo planejadas – a inauguração do Hospital (Regional do Vale do Jaguaribe) em Limoeiro do Norte, ampliação e integração da rede. Mostramos a transparência do Estado, as ferramentas de controle, os números, indicadores, ações que o Estado tem feito durante a pandemia e a importância dessa estrutura. Essa união tem um único objetivo que é melhorar a qualidade da saúde e ampliar os nossos serviços, principalmente nesse momento de enfrentamento da pandemia”, destacou Camilo.


O governador informou que os números relacionados à pandemia continuam em queda no Ceará. "Iniciamos hoje o novo decreto, no qual as fases permanecem as mesmas nas cinco macrorregiões do Ceará. A de Fortaleza já está na Fase 4; a Macrorregião do Litoral Leste/Jaguaribe está na segunda semana da Fase 3; Macrorregiões do Sertão Central na segunda semana também da Fase 3, a Macrorregiões de Sobral na segunda semana da Fase 3; e a Macrorregião do Cariri se encontra na segunda semana da Fase 2", detalhou. 

Camilo Santana aproveitou o momento para reforçar o pedido de cautela e precaução à população. "Quero lembrar a importância do uso da máscara, de evitar aglomerações, pois precisamos conviver com essa realidade até termos uma vacina. É importante o uso da máscara, não só para cada um se proteger, mas também para proteger o próximo e as pessoas que a gente gosta", reforçou.


Mais testes

O chefe do Executivo estadual ainda comemorou a chegada do laboratório da Fiocruz. "Hoje foi um dia muito especial para o Ceará e para o Nordeste Brasileiro. É um laboratório que foi construído nos últimos meses e vai possibilitar a realização de 10 mil testes (PCR) por dia". Para Camilo Santana, "isso é que vai permitir inclusive nos orientar no retorno daquelas atividades que ainda faltam aqui no Ceará". o Estado já realizou praticamente 600 mil testes e a Central vai permitir ampliar a testagem em parceria com o Lacen.


Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib