Atendimento a ações policiais, transporte aeromédicos, apoio a ocorrências bombeirísticas e monitoramento de meio ambiente. Especialmente nas últimas semanas, as aeronaves da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) têm se destacado em variados acionamentos em todo o território cearense. Com nove helicópteros, sendo um recém-chegado à frota, e um avião, a Ciopaer já realizou 667 missões de janeiro a julho de 2020. No total, foram 882 horas voadas.

Durante esses sete meses, os principais atendimentos englobaram patrulhamentos aéreos, com 125 deslocamentos e 137 horas em voo; e as remoções aeromédicas, com 104 acionamentos, totalizando 163 horas. As outras missões que se enquadram nos trabalhos da Ciopaer estão o apoio às operações de Defesa Civil e bombeirísticas, busca e resgate de pessoas e embarcações no mar, apoio a operações policiais, busca a suspeitos, monitoramento de meio ambiente, ofensivas em outros estados brasileiros e treinamentos.

Recentemente, a Secretaria da Segurança divulgou três ações de destaque, nas quais a Ciopaer se mostrou fundamental para o sucesso da ocorrência. Uma delas foi uma ofensiva da Polícia Militar do Ceará (PMCE), que localizou uma plantação contendo mais de 4.500 pés de maconha, no último dia 10 de agosto, em Porteiras, no Interior do Estado. O cerco à região contou com a Fênix 06, da base na cidade de Juazeiro do Norte – Área Integrada de Segurança 19 (AIS 19) do Ceará. Já na cidade de Santa Quitéria (AIS 16), a aeronave Fênix 08 atuou, no dia 7, no combate a incêndios em regiões de vegetação. Integrado ao Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE), os profissionais de segurança pública utilizaram o Bambi Bucket, que tem o formato de uma grande cesta, e é utilizado acoplado ao helicóptero. Assim, com o equipamento é possível captar água dos mananciais e lançar sobre as áreas em chamas.

Ainda na sexta-feira, novamente a Fênix 06 entrou em ação, mas dessa vez realizando um transporte aeromédico de uma criança de seis anos, natural da cidade de Barro, para Fortaleza. A menina estava com insuficiência respiratória, após se engasgar com um caroço de siriguela. Após ser atendida em um hospital da região, a criança precisou ser transferida para a Capital para procedimento cirúrgico visando à desobstrução pulmonar. O transporte teve o apoio de profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Ceará.

“É um grupamento aéreo reconhecido em todo o país, em razão do grau de especialização dos seus pilotos, tripulantes e equipes de apoio em solo. Então somos uma referência no Brasil, com uma das melhores e mais modernas frotas do país. É importante dizer ainda que a Ciopaer é formada por policiais militares e civis, e bombeiros militares, o que demonstra a integração entre as instituições em nível de secretaria. Então, de forma geral, o nosso grupamento aéreo é sempre um motivo de grande orgulho para a segurança pública, para o Governo do Ceará e, sem dúvida nenhuma, para toda a população do Estado”, ressalta o secretário da SSPDS, André Costa.

A Ciopaer em todo o Ceará

Graças ao compromisso do Governo do Ceará de interiorizar das forças especializadas de segurança, hoje, a Coordenadoria da SSPDS possui bases instaladas em quatro macrorregiões do Estado: Fortaleza, Juazeiro do Norte, Quixadá e Sobral. Com isso, o tempo de resposta a partir de cada acionamento se torna bem menor. No último dia 21 de julho, a Ciopaer passou a contar com mais um reforço. O helicóptero, que foi apreendido após uma investigação conduzida pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio da Delegacia de Repressão Às Ações Criminosas Organizadas (Draco), agora é a Fênix 11. Além dela, a Ciopaer possui ainda outras nove aeronaves, sendo oito helicópteros (dois AS350B2 esquilo, três Airbus EC135 e três EC145) e um avião modelo Cessna 210. Este último, também foi apreendido pelas forças de segurança do Ceará, em 2016.


“A Ciopaer teve a expansão da sua frota decorrente da apreensão de uma aeronave que pertencia ao crime organizado. O helicóptero EC130 B4 passou por um processo de atualização de manutenções e também foi modificada visualmente, adotando o layout da SSPDS. Agora, ele serve à população cearense. Uma frota considerável e versátil, com modelos biturbina, permite que o Esquadrão Fênix, como também é conhecida a Ciopaer, chegue a qualquer ponto do Estado do Ceará em tempo reduzido, a partir de suas bases. A aeronave que servia ao crime, hoje serve em seu combate e também em outras missões. A Fênix 11 está configurada para multimissão, atendendo às mais diversas demandas de segurança pública”, destaca o relações pública da Ciopaer, capitão PMCE Elton Oliveira.


Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib