Presidentes de Comissões de Educação de Assembleias Legislativas de todo o Brasil se reuniram virtualmente na última sexta-feira (8) para debater os desafios da área em tempos de pandemia pelo coronavirus. Entre as demandas, foi acordada a elaboração de uma carta conjunta em defesa do adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020.

Mediador da reunião, o deputado Queiroz Filho (PDT), presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Ceará, justificou o posicionamento pela falta de condições ideais de estudo. “Já é difícil o aluno decidir o destino do resto vida, imagina sem se preparar de maneira adequada para fazer a prova. Aqui no Ceará temos um programa chamado Academia Enem, em que participam cerca de 20 mil jovens para aulas de reforço, e ele está suspenso. Este é um exemplo pelo qual o adiamento do Enem é mais do que justo”, disse.

O deputado Queiroz Filho também destacou as ações realizadas pelo Governo do Ceará e pela Prefeitura de Fortaleza para garantir o ensino à distância para alunos da rede pública de ensino e também pela manutenção da merenda escolar durante o período de suspensão das aulas presenciais.
Outros assuntos em pauta para a carta são as medidas de cada estado para o retorno das aulas presenciais e o compromisso com a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que prorroga a vigência do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).


Ceará agora 
Postagem Anterior Próxima Postagem