Neste ano, devido à pandemia e para garantir a segurança de todos os envolvidos, o curso de Ciências Contábeis da Unileão realizará o “Leão Declara Leão” por meio de atendimentos on-line. O projeto tira dúvidas da comunidade caririense sobre o Imposto de Renda e promove treinamentos sobre a declaração do IRPF para alunos da Instituição, professores e técnicos administrativos do Centro Universitário. As datas dos plantões virtuais serão divulgadas em breve no site unileao.edu.br e nas contas oficiais da Unileão nas redes sociais.

Conforme o prof. Ivan Feitosa, o intuito do projeto é mostrar os benefícios de declarar o Imposto de Renda, tirar todas as dúvidas dos declarantes sobre o preenchimento dos campos, orientar sobre as obrigatoriedades, além de instruir os contribuintes sobre como acompanhar a declaração. Mais que contribuir com a sociedade nesse processo, o “Leão Declara Leão” é uma oportunidade para os alunos aprenderem e vivenciarem na prática os assuntos abordados em sala de aula.

“A primeira parte do projeto envolve um treinamento intensivo de um mês com os alunos, o que contribui para que eles entendam basicamente todas as funções da declaração do Imposto de Renda, como as obrigatoriedades e isenções. E, de certa forma, essa é uma área da Contabilidade na qual eles podem se especializar depois da faculdade. Além disso, os estudantes têm a oportunidade de ensinar os funcionários e outras pessoas sobre o que aprenderam”, ressalta o prof. Ivan Feitosa.

Imposto de Renda

Por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19), a Receita Federal ampliou o período para enviar a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF). O prazo, que encerraria em 30 de abril, foi estendido para 30 de junho. De acordo com o órgão do Governo Federal, o cronograma original de pagamento de restituições será mantido, sendo o primeiro lote pago em 29 de maio.

No entanto, mesmo tendo mais tempo, é importante lembrar que os contribuintes que entregam a declaração no início do prazo têm prioridade no recebimento da restituição, caso não a preencham com erros, omissões ou inconsistências. Nesse grupo prioritário também estão inclusos idosos, portadores de doença grave e pessoas com deficiência.

Segundo o prof. Ivan Feitosa, a declaração do Imposto de Renda é importante até mesmo para quem não está obrigado a declarar. “Essa declaração é uma comprovação de rendimentos válida por um ano, então, mesmo que você não esteja obrigado a declarar o Imposto de Renda, o ideal é que declare, porque vai garantir uma comprovação de renda que vai ser útil em vários momentos”, enfatiza.
Postagem Anterior Próxima Postagem