Últimas Notícias

Transferência de água do Orós para o Açude Lima Campos será paralisada


As motobombas que transferem água do açude Orós para o açude Lima Campos serão desligadas, informa o gerente da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Ceará (Cogerh) Alberto Medeiros. 

 


O bombeamento do açude de Orós é de 850 litros por segundo chegando ao açude de Lima Campos cerca de 650 litros por segundo, água que garante o abastecimento humano da cidade de Icó. De acordo com Alberto, o açude Orós não tem mais condições (volume) para transferência de água.

“As duas bombas que são ligadas já estão puxando impurezas do fundo do açude de Orós, nos últimos 15 dias as bombas já entupiram devido à lama, lixo e restos de galões do fundo do açude”. Explica o gerente da Cogerh. 

Alberto afirma que até o início da próxima semana as bombas serão desligadas e não será mais possível a transferência das águas. 

O açude Orós que tem sua capacidade de 1.940,00 hm³, conta com o volume de 5,93 % , já o açude Lima Campos com capacidade de 66,38 hm³ conta com 4,58 %.
“Esse volume que o açude de Lima Campos tem hoje dá para abastecer toda a cidade do Icó até o final do mês de julho 2020”. Afirma Alberto. 

Alberto Medeiros ressalta que a Cogeh juntamente com o governo do estado do Ceará, durante o ano de 2019 fez um investimento bastante expressivo no município de Icó na questão hídrica, principalmente no perímetro irrigado. 

Medeiros afirma que já foram perfurados quase trinta poços e continuam sendo perfurados e instalados, sendo que alguns deles já foram entregues ao SAAE, como é o caso dos poços das comunidades do Cascudo, Sítio Canto e o Poço da Pedra. 

“Esses investimentos foram exatamente pra garantir o abastecimento dessas comunidades e reduzir o consumo do Açude Lima Campos”. Finaliza Alberto.  


Icó News