Seminário busca tornar Chapada do Araripe em Patrimônio da Humanidade; inscrições abertas

Entre os dias 6 e 9 de agosto, nos municípios de Juazeiro do Norte, Crato e Nova Olinda, acontecerá o I Seminário Internacional do Patrimônio da Chapada do Araripe. O evento pretende dar início a uma campanha de reconhecimento da Chapada como patrimônio através dos saberes e das práticas culturais do território interestadual. As inscrições podem ser feitas pelo site, de forma gratuita.

 Seminário busca tornar Chapada do Araripe em Patrimônio da Humanidade; inscrições abertas


Através de um diálogo que vem acontecendo há aproximadamente dois anos, entre o Sistema Fecomércio Ceará, no braço do Serviço Social do Comércio (SESC), e da Fundação Casa Grande, o evento acontecerá com a presença de agentes culturais da região, mestras e mestres da cultura popular, palestrantes internacionais e nacionais, a exemplo de pesquisadores de Marrocos e Portugal, e representantes institucionais, tanto do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico e Nacional (IPHAN) como da Associação de Gestores Culturais do Algarve, entre outros.

Além disso, serão inaugurados três museus orgânicos em Juazeiro do Norte, Crato e Nova Olinda, ao lado da exibição de espetáculos e de exposições de artistas nacionais.

 Dos grupos de bacamarte aos de Reisado, Mestre Nena, no bairro João Cabral será um dos mestres que terá sua história contada através de exposição. No Crato, no bairro Seminário, a trajetória do Mestre Raimundo será apresentada por meio do barulho dos pifes da Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto. Do ato de fiar, na localidade da Vila Alta em Nova Olinda, o quintal da Mestra Dinha se transformará em um ateliê de redes por meio da iniciativa.

O fomento de ideias sobre a diversidade cultural e o desenvolvimento sustentável também será ponto de partida do evento para mobilizar as redes municipais e estaduais. A chefia da Área de Proteção Ambiente do Araripe, assim como os Secretários de Cultura, do Estado do Ceará e do eixo Crajubar comporão mesas de debate. A contribuição da discussão acadêmica das Universidades Regional do Cariri e de Lisboa enfatizará a importância antropológica e arqueológica dos povos ancestrais e dos biomas da Chapada do Araripe.

Ao final do evento, serão apresentados as proposições e os encaminhamentos dos resultados do seminário. Um inventário com as articulações discutidas será composto através de um documento oficial, dossiê que constituirá os pontos de reconhecimento da cultura do Cariri por meio da influência da Chapada na história e na memória da região, a ser enviado para a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

Programação
  • 6 de agosto 
Teatro Patativa do Assaré
Endereço: R. da Matriz, 227 – Centro, Juazeiro do Norte
16h – Cortejo dos Grupos de Tradição Popular
18h – Abertura da Exposição Pedra Bonita – uma história em quadrinhos na Galeria de Arte do Sesc Juazeiro do Norte
19h – Mesa de Abertura com Maurício Filizola (Presidente da Fecomércio Ceará) e Candice dos Santos Ballester (Departamento de Articulação e Fomento da Assessoria Internacional do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico e Nacional – IPHAN)
20h – Espetáculo Histórias de Teatro e Circo – Cia. Carroça de Mamulengos no Teatro Patativa do Assaré / SESC Juazeiro do Norte
  • 7 de agosto 
Teatro Patativa do Assaré
Endereço: R. da Matriz, 227 – Centro, Juazeiro do Norte
De 09h às 12h – Tema: Critérios da UNESCO para reconhecimento do patrimônio
cultural imaterial com Fabiano Piúba (Secretário de Cultura do Estado do Ceará- Mediação)
Julio Sampio (Representante do ICOMOS Brasil)
De 14h às 15h – Diálogos entre Territórios (Mediação: Diane Sousa)
Tema: Padre Cícero no imaginário simbólico do Cariri
Renato Dantas e Renato Cassimiro – Historiadores do Instituto do Vale Caririense De 15h às 16h – Tema: Xilogravura: a poética e literatura em cordel no Cariri (Mediação: Diane Sousa)
Gilmar de Carvalho – Pesquisador e Professor da Universidade Federal do Ceará
Osvaldo Barroso – Professor da Universidade Federal do Ceará
De 16h às 17h – Tema: O imaterial na cultura popular do Cariri (Mediação: Alemberg Quindins)
Renato Fernandes – Secretário de Cultura de Juazeiro do Norte
Wilton Dedé – Secretário de Cultura de Crato
Renato Fernandes – Secretário de Cultura de Juazeiro do Norte
18:00h – Inauguração do Museu Orgânico
Museu Casa do Mestre Nena – Juazeiro do Norte – CE
Local: Bairro João Cabral
  • 8 de agosto 
Teatro Sesc Crato
Endereço: R. André Cartaxo, 443 – Palmeiral, Crato
08:30h – Abertura da Exposição Caminhos da Chapada – Galeria de Arte do Sesc Crato
De 09h às 12h – Tema: Chapada do Araripe – um vale de diversidade cultural (Mediação: Diane Sousa) no Sesc Crato
Paulo Maier – Chefe da Área de Proteção Ambiental do Araripe
Fabiano Piúba – Secretário de Cultura do Estado do Ceará –
Patrício Melo – Universidade Regional do Cariri – URCA – Araripe Geoparque Mundial da UNESCO
Ricardo Ness – Universidade Federal do Cariri – UFCA
De 14h às 15h – Diálogos entre Territórios (Mediação: Diane Sousa)
Heitor Feitosa – Presidente do Instituto Cultural do Cariri – ICC (Crato)
Tema: O Povoamento do Cariri
Weber Girão – Instituto Soldadinho do Araripe
Tema: Os pássaros mitológicos do Cariri (Crato)
Senac Crato
Endereço: R. Dom Quintino, Praça da Sé, 596 – Centro, Crato
14h – Oficinas:
Saberes e Sabores da Chapada
Por Chef Fernanda Mendes
Local: Laboratório de Gastronomia/ Senac Crato
Artesanato Regional
Por Salvide Rocha
Local: Laboratório de Artes/ Senac Crato
16h Diálogos entre Territórios (Mediação: Ariane Moraes)
Local: Auditório Senac Crato
Marcelo Rosenbaum – Instituto a gente transforma
Marcilene Barbosa – Povoado de Várzea Queimada
Tema: A Moda da Chapada: Da cultura ao design
Sesc Crato
De 15h às 16h Tema: Gestão Cultural : ciências e profissões da cultural; experiências nacionais e internacionais & quot (Mediação: Alemberg Quindins)
Jorge Queiroz – AGECAL – Associação de Gestores Culturais do Algarve (Portugal)
Tema: Pedra do Reino e o Sertão Encantado de Dom Sebastião
Valdir Nogueira – Casa de Cultura de São José do Belmonte (Pernambuco)
De 16h as 17h Tema: O Cariri e sua paisagem cultural (Mediação: Alemberg Quindins)
Thiago Santana e Augusto Pessoa – Fotógrafos
18h – Inauguração do Museu Orgânico
Museu Casa do Mestre Raimundo Aniceto – Crato – CE
Local: Bairro Seminário
  • 9 de agosto
Teatro Violeta Arraes
Endereço: R. Alvin Alves, 397-437, Nova Olinda
08h30 – Abertura da Exposição Tempo de Brincar de Letícia Diniz na Galeria de Arte Luiz Gastão Bittencourt
De 09h às 10h – Tema: Patrimônio e Arqueologia Social Inclusiva (Mediação Yasmin Pereira)
​Maria da Conceição Lopes – Diretora Nacional do Centro de Estudos em Arqueologia, Artes e Patrimônio da Universidade de Coimbra – Portugal
Tema: A experiência do Parque Foz Côa
Bruno Navaro – Diretor do Parque Foz Côa – Portugal
10h às 12h – Tema: Território Mitológico da Chapada do Araripe (Mediação: Yasmin Pereira)
Alemberg Quindins – Fundação Casa Grande
Tema: Patrimônio e Sustentabilidade do Oásis do Figuig
Nabila Jebbouri – Universidade Mohamed I (Oudja – Marrocos)
De 14h às 15h Tema: Os museus na paisagem cultural do território (Mediação: Diane Sousa)
Eneida Braga Rocha de Lemos (Departamento de Difusão, Fomento e Economia dos Museus – DDFEM)
Tema: Visão Sistêmica de Museus no Território
Luiz Fernando Mizukami (Executivo Público e Integrante Grupo Técnico de Coordenação do Sistema Estadual de Museus de São Paulo)
De 15h às 16h – Proposições e Encaminhamentos (Mediação: Diane Sousa)
Seu Alencar – Encontro Saberes da Caatinga (Exu – PE)
De 16h às 17h – Proposições e Encaminhamentos
Mercês Parente – Apresentação dos Resultados do Seminário Internacional de Patrimônio Cultural Imaterial da Chapada do Araripe
17h30 – Inauguração do Museu Orgânico
Museu Casa de Dona Dinha – Nova Olinda  – CE
Local: Bairro Vila Alta
20h – Show Joguinha Gonzaga
Teatro Violeta Arraes



Fonte  Site Badalo