A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará-CE (Ematerce), por meio do escritório de Juazeiro do Norte-CE, com apoio da Secretaria do Desenvolvimento Agrário do Ceará (SDA), implantou, no sítio São Gonçalo, distrito de Marrocos, quatro projetos, para instalação de sistemas de geração de energia solar, em substituição à energia hídrica, usada na irrigação de plantios de diversas hortaliças.

A comunidade foi contemplada com projetos, no valor de R$ 180.750,00, financiados pelo Fundo Estadual para o Desenvolvimento da Agricultura Familiar (Fedaf), do Governo do estado do Ceará. O projeto contempla, também, a modernização do sistema de irrigação, existente, com a automação e, consequentemente, o aumento da eficiência. A SDA intervém, no processo, como órgão garantidor financeiro e técnico do projeto.

  

Segundo o gerente da Ematerce, em Juazeiro do Norte-CE, Sérgio Linhares, a implantação do sistema solar de energia elétrica, através da instalação de placas fotovoltaicas, para alimentar os motores de irrigação, em pequenas propriedades rurais, o Fedaf oferece uma linha de crédito, extremamente, subsidiada e com percentuais de abates, durante as amortizações das prestações.

Informou, ainda, que os recursos financeiros do fundo têm, como finalidade, modernizar o setor primário, com juros de 0,5% ao ano, uma carência de dois anos e prazo de amortização em até oito anos. Mas, se o pagamento das prestações for efetuado, no vencimento, o rebate será de 30% valor da parcela. O banco repassador dos recursos é o Banco do Nordeste do Brasil (BNB), agência de Juazeiro do Norte-CE.

O projeto instalou 126 placas fotovoltaicas, modificando a matriz energética da unidade de produção, saindo da energia hidráulica para a energia solar, mediante uma fonte renovável de energia limpa, fomentando os produtores da região a produzirem energia dessa modalidade, em suas unidades produtivas.

Objetivos do projeto

Os objetivos do projeto são: modernizar o sistema de irrigação por automação e a fertirrigação; reduzir a mão de obra com a atividade do manejo de irrigação e adubação; aumentar, significativamente, a eficiência do uso da água, na irrigação (através da automação) e o controle das lâminas de água aplicadas, conforme o estágio fenológico das culturas, além de aumentar a receita líquida e gerando emprego no meio rural.

Os projetos abrangem uma área de 4,3 hectares, no sítio São Gonçalo, explorada pelos agricultores familiares Francisco de Assis Ribeiro, José Pereira da Silva, Cicero Vidal e Edilan Pereira, em áreas de exploração independente de 0, 7 hectare.
A venda dos produtos, é feita, em conjunto, com renda proporcional, ao fornecido por produtor, e vendidas, em feiras livres, em pequenos supermercados e aos programas governamentais, como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e ao Programa Nacional de Alimentação Escolar – Pnae.

Energia solar

Para o técnico da Ematerce, Engenheiro-Agrônomo Adonias Sobreira, o investimento em placas fotovoltaicas, para produção de energia elétrica, nas propriedades rurais, traz grandes benefícios econômicos e tecnológicos a essas unidades de produção agrícola, em face da enorme diminuição, nos gastos, com o item energia, que chega a consumir boa parte da receita obtida”.

De acordo com o produtor Edilan Pereira, a mudança, no sistema de fornecimento de energia valeu a pena, por que diminuiu o valor da conta mensal de energia, no sistema convencional, que era de R$ 900,00, para R$ 59,00. Isso veio diminuir as despesas, na produção das hortaliças, e aumentar o lucro, para os produtores, levando-os a reinvestir os lucros e incrementar novas áreas de plantio.

Sítio São Gonçalo

O sítio São Gonçalo é uma pequena gleba, com área de 4,3 hectares, dividida, igualmente, para quatro produtores, sendo a parte explorada, com irrigação, em forma de rodízio, com culturas de ciclos curtos (folhosas), obtendo-se, entre 3 a 4 produções áreas / ano. O imóvel rural está localizado, em uma excelente posição geográfica, dentro do município de Juazeiro do Norte-CE, distante, apenas, 12 quilômetros da sede do município, com acesso por uma estrada municipal asfaltada, fato que facilita a locomoção da família, a prestação de assistência técnica e extensão rural e o escoamento da produção.

Irrigação por gotejamento com sistema de motores alimentados por energia solar.
Quanto aos recursos hídricos, provêm de um poço profundo, localizado no próprio imóvel, com 80 metros de profundidade, com vazão de 12 metros cúbicos por hora, com excelente recarga anual e a água não apresentando sinais de salinidade. O solo do imóvel, no aspecto físico, apresenta textura franca arenosa, profundo, bem drenado, de cor acinzentada, indicada para a exploração de hortícolas. Já o relevo da propriedade, esse é considerado plano, com declividade média, em torno de 3% a 4%.

Para o produtor familiar Francisco Assis Ribeiro, o plano de modernização do sistema de irrigação e de mudança do sistema de captação de energia elétrica, deve-se às orientações técnicas e à assistência da Ematerce, por intermédio dos extensionistas, do escritório de Juazeiro do Norte. Destacando-os, disse: “Com certeza, se não fossem a capacidade técnica e a boa vontade deles, em introduzir tecnologias inovadoras, a nossa dificuldade de produção e a comercialização seriam grandes”, finalizou.

Energia solar no Crato

A Ematerce assistiu um grupo de agricultores e agricultoras, residentes nos Sítios Bebê da Nova e Coruja, no distrito do Belmonte, tendo como principal objetivo a união de agricultores, que antes produziam, de forma isolada, com dificuldades de comercialização de seus produtos, para uma visão, de maneira compartilhada, por meio de um grupo de expositores, em formato de feira, agregando valores aos produtos e direcionados para o público- consumidor urbano.

Destaque-se que competiu à Ematerce a elaboração dos projetos técnicos, para pleitearem recursos ao Fundo Estadual de Desenvolvimento da Agricultura Familiar (Fedaf), com a aceitação e aprovação inicial de duas famílias, no montante de R$ 81.343,20, para implementação do projeto de piscicultura, incluindo geração de energia solar, piscicultura intensiva em tanques e equipamentos de irrigação. O agente financeiro, repassador de recursos financeiros ao projeto, é o Banco do Nordeste do Brasil (BNB), agência do Crato-CE.

No Sítio Bebê da Nova, de propriedade de Edemar Muniz, de 3,5 hectares, explorados com o plantio de hortaliças e fruteiras, foram instalados, inicialmente, três tanques, para criação de tilápia, sendo que a água, usada na piscicultura, é reaproveitada, na irrigação (fertirrigação) de hortaliças e fruteiras, por gravidade. A energia utilizada é gerada por 12 placas fotovoltaicas, colocadas em cima do telhado da casa-sede do sítio. A respeito do tamanho de cada tanque, tem a capacidade de criar mil (1.000 peixes) e o projeto está sendo ampliado, com recursos próprios, para mais três tanques.

Os consumidores de Fortaleza agora podem comprar produtos típicos da cultura nordestina sem sair de casa. O Shopping do Sertão, iniciativa do Instituto de Sementes da Sustentabilidade para escoar a produção da agricultura familiar, está ofertando produtos como carneiro, galinha caipira, feijão verde, castanha de caju, queijo coalho e mel aos consumidores de Fortaleza por meio de um sistema de delivery. O atendimento funciona através do Whatsapp de número (85) 9.9920.9821.

A galinha caipira, por exemplo, chega nesta semana à mão do consumidor pelo preço de R$ 29,99 e o quilo do pernil do carneiro é vendido a R$ 28. Além disso, o serviço de entrega, com pagamento por débito e crédito, oferta meio quilo de castanha de caju a R$ 24, o litro do mel por R$ 30 e o quilo do queijo coalho por R$ 27. Além do preço mais em conta, o consumidor colabora gerando renda para agricultores familiares amenizando a crise econômica causada pela Covid-19.

A iniciativa conta com o apoio da Secretaria do Desenvolvimento Agrário, responsável pelo contrato de prestação de assistência técnica para 250 famílias do campo de Ipaumirim (Edital No. 11/2019). O atendimento oferecido pelo órgão do Governo do Ceará, de acordo com Castro Junior, coordenador de Desenvolvimento dos Assentamentos, Reassentamentos, Comunidades Originárias e Tradicionais, tem caráter socioeducativo e fomenta a troca de saberes entre técnicos e agricultores.

“A metodologia tem caráter socioeducativo e acontece dialogicamente, pela prática dos agricultores e a troca de saberes com os técnicos. Promovemos assim, geração e apropriação de conhecimentos, construção de processos de desenvolvimento sustentável e adoção e adaptação às tecnologias de informação e comunicação”, explica Castro Júnior, (Codea/SDA).

A Feira do Parque, que antes da pandemia da Covid-19 atendia no Parque César Cals, agora está com funcionamento virtual. Os produtos orgânicos e agroecológicos são oferecidos fresquinhos e fornecidos conforme a oferta de onze grupos de agricultores familiares de municípios de diversas regiões do Estado, como: São Benedito, Tauá, Itapajé, Trairi, Icapuí, Pindoretama, Ibaretama, Horizonte e Fortaleza. O contato é através do número (85) 9.8531-0898.

Diariamente, a lista dos produtos é atualizada e enviada pelo Whatsapp na noite anterior aos consumidores. Nesta quinta-feira (27), os clientes poderão receber uma variedade de 21 itens de frutas, hortaliças e tubérculos, geléia de pimenta, sal marinho, açúcar mascavo, pomadas e ervas medicinais, mel, linguiça de cordeiro picante, bisteca suína, pimenta do reuni e ovos caipiras. As entregas ocorrem entre às 5h e às 17h, não há cobrança de taxa de entrega e o valor mínimo do pedido é no valor de R$ 50.

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib