Argentina vence a Colômbia nos pênaltis e enfrentará o Brasil na final da Copa América - Blog Amaury Alencar - O Mais completo do Interior do Ceará

Blog Amaury Alencar - O Mais completo do Interior do Ceará

O Blog mais completo do interior do Ceará com compromisso com a notícia.

Breaking

07/07/2021

Argentina vence a Colômbia nos pênaltis e enfrentará o Brasil na final da Copa América

 
A Argentina será a adversária do Brasil na final da Copa América. Nesta terça-feira (6), a equipe comandada por Lionel Scaloni venceu a Colômbia nos pênaltis, por 3 a 2, após empate no tempo regulamentar por 1 a 1, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. 

A final entre Brasil e Argentina acontece neste sábado, às 21h, no Maracanã, com transmissão do SBT. Essa será a terceira vez que as seleções decidirão o torneio. Nas duas ocasiões até agora, em 2004 e 2007, os brasileiros levaram a melhor. 

O herói da Argentina nesta terça-feira foi o goleiro Emiliano Martínez, que, após pegar três pênaltis, disse que sua seleção vencerá o Brasil no sábado. No tempo regulamentar, Lautaro Martínez abriu o placar logo aos seis minutos ao aproveitar assistência de Messi. No segundo tempo, a Colômbia pressinou e chegou ao empate com Luis Díaz, aos 15 minutos

O jogo 


Como de costume ao longo da competição, o técnico Lionel Scaloni fez mudanças na seleção argentina em relação ao elenco que foi a campo na vitória por 3 a 0 sobre o Equador, no último sábado. No lugar de Acuña entrou Tagliafico, enquanto Guido Rodríguez substituiu Paredes.    


Scaloni apostou na movimentação do seu trio de meio-campistas, formado por De Paul, Messi e Nicoláz González, para quebrar as linhas de marcação colombianas e encontrar Lautaro Martínez. O plano deu certo e logo aos três minutos de jogo a Argentina chegou com perigo ao gol de Ospina.  


A pressão continuou. Aos seis, a dupla Messi e Lautaro, protagonistas da última jogada de perigo, voltou a desorientar os defensores colombianos. Dessa vez, sem desperdício. Messi recebeu um belo passe de Lo Celso, segurou a marcação e rolou para Lautaro abrir o placar. Ospina até tentou chegar na bola, mas sem sucesso.    


Após o gol, a Colômbia despertou e buscou uma resposta imediata. O meia Luis Díaz conduziu pela esquerda e cruzou por baixo. A bola foi de encontro a Cuadrado, que bateu de canhota e obrigou o goleiro Martínez a fazer uma bela defesa. 


Os "Cafeteros" não pararam, assumiram o controle da partida e continuaram criando jogadas, principalmente pelas laterais. Depois de diversas tentativas frustradas, os comandados de Reinaldo Rueda acertaram a trave duas vezes. A primeira foi com Barrios, aos 35 minutos, e a segunda com Mina, aos 36. 


O primeiro tempo terminou com um esboço de reação da Argentina. Aos 43, Messi cobrou um escanteio no segundo pau, a bola encontrou Nico González, que cabeceou em cima de Ospina. 


Na segunda etapa, a Colômbia começou sufocando a Argentina. Aos dois minutos, Chará e Cardona protagonizaram boa jogada pela ponta direita. A bola foi cruzada para dentro da área, Montiel tirou mal e Díaz pegou o rebote. A tentativa, no entanto, parou nas mãos de Martínez.  


Aos sete, os Cafeteros apareceram de novo. Zapata tentou finalizar duas vezes dentro da área, mas a defesa da Argentina conseguiu tirar. Os colombianos pediram pênalti, mas Jesús Valenzuela mandou o jogo seguir.  


A Colômbia continuou pressionando. Aos 15 minutos, após mais uma jogada pela extremidade esquerda do campo, Cardona cruzou para Díaz, que tomou a frente de Pezzella e igualou o placar no Mané Garrincha.    


Após o gol, os colombianos se fecharam e Reinaldo Rueda orientou seus comandados para que buscassem o contra-ataque. Com mais posse de bola e espaço para jogar, a Argentina voltou a chegar com perigo ao gol de Ospina. 


Aos 27, Muñoz falhou, entregou a bola para Di María, que driblou o goleiro colombiano e tocou para Lautaro Martínez, mas o atacante desperdiçou chance inacreditável ao chutar em cima do zagueiro colombiano. Aos 35, Di María fez outra bela jogada, encontrou Messi dentro da área, que se livrou da marcação e chutou na trave. A bola ainda sobrou para Lautaro, que bateu em cima de Davinson Sánchez.


Apesar de as seleções terem criado chances antes do apito final, a etapa regulamentar terminou empatada. O goleiro Martínez provocou os rivais e levou a melhor: defendeu as cobranças de Davinson Sánchez, Mina e Cardona. Apenas Borja marcou. Do outro lado, Messi iniciou com um belo gol, De Paul perdeu o segundo, mas Paredes e Lautaro converteram antes de Martínez pegar a cobrança final de Cardona e garantir a Argentina na final. 


FICHA TÉCNICA 


ARGENTINA (3) 1 X 1 (2) COLÔMBIA - COPA AMÉRICA - SEMIFINAL 


Estádio: Mané Garrincha, Brasília 

Data e hora: 6 de julho de 2021, às 22h (horário de Brasília) 

Árbitro: Jesús Valenzuela (VEN) 

Auxiliares: Carlos Lopez e Jorge Urrego (VEN) 

VAR: Julio Bascuñan (CHI) 

Cartões amarelos: Lo Celso, Guido Rodríguez, Montiel e Pezzela (Argentina); Cuadrado, Barrios, Fabra, Borja, Cardona e Muñoz (Colômbia)

Gols: Lautaro Martínez (06'/1T) e Luís Díaz (15'/2T) 


ARGENTINA: Martínez; Molina (Montiel), Otamendi, Pezzella e Tagliafico; Guido Rodríguez e Lo Celso (Paredes); De Paul, Messi e Nicolás González (Di María); Lautaro Martínez. Técnico: Lionel Scaloni. 


COLÔMBIA: Ospina; Muñoz, Mina, Davinson Sánchez e Tersillo (Fabra); Cuéllar (Chará) e Barrios; Luis Díaz e Cuadrado; Borré (Cardona) e Zapata (Borja). Técnico: Reinaldo Rueda. 


ESPORTEESPORTES

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.