Câmara propõe a governadores política integrada para compras de alimentos da agricultura familiar e Rede de ATER para o Nordeste

 



Nesta terça-feira (6) a coordenação da Câmara Temática da Agricultura Familiar do Norte apresentou à governadora Fátima Bezerra (RN) o documento final para aprovação dos nove integrantes do Consórcio dos Governadores para o setor. A audiência contou com a participação do secretário do Desenvolvimento Agrário do Governo do Ceará, Francisco De Assis Diniz, que preside a Câmara. Entre as proposta a implantação do Sistema de Informação Regional da Agricultura Familiar do Nordeste (Siraf/NE) e a Rede Nordestina de Assistência Técnica e Extensão Rural (Rede ATER Nordeste).

A integração através de um sistema de tudo que está disponível para compras na região é um projeto inovador no Brasil e até na América Latina. É o que garante o secretário Alexandre Lima, do Rio Grande do Norte. “O SIRAF se propõe a ser um espaço de articulação para acesso a mercado, inclusive para compras governamentais. Se a agricultura familiar for fomentada desta forma, com oportunidade e criatividade, será o grande indutor de crescimento nos municípios ao fortalecer essas relações econômicas”, destacou o gestor. Um sistema semelhante foi instituído pela SDA Ceará em abril de 2020 com o lançamento do Portal de Produtos da Agricultura Familiar, com base de dados do Sistema Estadual de Cadastro de Agricultores Familiares, Empreendedores Individuais e Empreendimentos Representativos (Secaf).

Também faz parte da proposta elaborada pelo grupo, oriundo do Fórum de Gestores da Agricultura Familiar instituído desde 2015, ampliar e adequar a oferta de crédito à agricultura familiar da região. “Nós temos por meta que os governadores possam levantar a bandeira para dobrarmos o ticket médio regional, R$ 5.667,57, até o final de 2022. E fazer com que nossos agricultores nordestinos acessem linhas com maior limite de financiamento, a exemplo do Pronaf Agroecologia, Agroindústria, Custeio e + Alimentos”, lembra o secretário executivo da Câmara, Eugênio Peixoto.

A governadora tomou ciência ainda da proposta da criação Rede ATER Nordeste, aos moldes do que já é desenvolvido na Bahia. A rede prevê integração dos núcleos locais, municipais, territoriais e estaduais. Um dos principais objetivos da proposta é agilizar ainda a emissão de DAP’s e revalidação.

Para a governadora Fátima Bezerra a proposta evidencia sustentabilidade para os nove estados. “Este projeto tem total viabilidade técnica uma vez que visa a fundamental integração das políticas desenvolvidas na nossa região. A agricultura familiar é inquestionável ao cumprir um papel de fomentar o desenvolvimento rural e sustentável. Vejo entre outras propostas, como a dos alimentos saudáveis, uma total sintonia com a contemporaneidade do povo brasileiro”, destacou a governadora, ao reafirmar compromisso em defender as propostas na reunião do Consórcio dos Governadores.

Todas as ações pleiteadas pelo grupo visam acima de tudo aproveitar as potencialidades de toda a região, informou o secretário De Assis Diniz. O gestor sugere que “se pegarmos tudo o que se produz aqui com uma perspectiva empreendedora, agregando valor à circulação de mercado, empreendendo do nordeste, numa visão de médio e longo prazo, estaremos instituindo uma verdadeira política estruturante de estado com uma dinâmica própria”.

Postar um comentário

0 Comentários