Hospital de Tianguá, no Ceará, tem congestionamento de ambulâncias

 





(Foto: Reprodução)

O Hospital e Maternidade Madalena Nunes, na cidade de Tianguá, a 321 quilômetros de distância de Fortaleza, registrou movimentação intensa de ambulâncias com pacientes com Covid-19 de cidades vizinhas, em busca de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Na noite desta segunda-feira (15), pelo menos cinco veículos foram vistos em frente a unidade.

O hospital municipal de Tianguá, na Serra Grande, é um dos únicos da região com leitos de UTI’s para pacientes com o novo coronavírus. A cidade costuma receber pacientes mais graves de cidades como Ubajara, Viçosa do Ceará, São Benedito, Ipú, entre outras.

Devido à grande demanda, nesta segunda-feira (15), 11 novos leitos de UTI’s foram inaugurados na unidade de saúde, que agora possui 21 leitos para pacientes com Covid.

Antes da inauguração, todos os 10 leitos de UTI existentes no hospital estavam ocupados. Na manhã desta terça-feira (16), alguns dos novos leitos também já estão sendo usados pelos pacientes.

Aumento das mortes e isolamento social

A média diária de mortes por Covid-19 no Ceará subiu 28% na primeira quinzena de março em comparação com o que foi observado no mês de fevereiro.

Nos primeiros 14 dias deste mês, foram contabilizados, em média, 41 mortes pela doença no estado a cada 24 horas; no mês anterior, a média foi de 24 falecimentos a cada dia.

Um decreto em vigor em todo o estado determina que apenas atividades consideradas essenciais podem manter as atividades. As medidas valem até domingo, 21 de março.

O decreto foi estabelecido inicialmente para Fortaleza e em seguida ampliado para todo o estado devido ao aumento dos casos e óbitos pela Covid-19.

Fonte: G1 CE

Postar um comentário

0 Comentários