Deputados e senadores retomam atividades no dia 3 de fevereiro. Na pauta, auxílio emergência

 





Os deputados federais e senadores retomam as atividades no Plenário da Câmara e do Senado no próximo dia 3 de fevereiro. Após o longo recesso, que foi marcado pelas articulações para eleição dos novos dirigentes do Congresso Nacional, os parlamentares terão uma pauta cheia.


As sessões serão híbridas, ou seja, presencial e virtual como medida para preservar a saúde de servidores e deputados e senadores mais vulneráveis aos riscos da Covid-19. A votação da proposta orçamentária da União para 2021 é uma das prioridades nesses primeiros dias de atividades do ano legislativo.


O debate sobre a volta do auxílio emergencial, que encontra forte oposição do Governo Federal, está, também, entre as prioridades. A agenda terá, também, como ponto de discussão, o agravamento da crise sanitária no País, com o aumento do número de óbitos pela Covid-19, a falta de oxigênio para as vítimas da doença em Manaus e os embaraços para a vacinação no País.


CONVOCAÇÃO
A convocação para a abertura dos trabalhos legislativos em 2021 foi feita, por meio de mensagem nas redes sociais, pelo presidente do Senado e do Congresso, Davi Alcolumbre (DEM-AP). De acordo com Alcolumbre, o semestre legislativo será aberto às 16h e a sessão será conduzida pelas novas Mesas Diretoras da Câmara e do Senado, que serão eleitas em 1º de fevereiro

Postar um comentário

0 Comentários