Onze dias após um incêndio em um transformador deixar 13 das 16 cidades do Amapá sem energia elétrica, e exatamente no dia em que ocorria o primeiro turno das eleições municipais – à exceção da capital, Macapá, onde o pleito foi adiado por segurança – moradores de 12 municípios passaram um dia sem que o serviço fosse interrompido.

De acordo com a Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), no domingo (15), o fornecimento energético funcionou integralmente durante todo o dia em 12 das 13 cidades afetadas pelo problema. Já em Macapá, onde há dias a população convive com um sistema de rodízio, o sistema funcionou a 100% apenas das 7h ao meio-dia.

Entre 12h e 19h, 90% da capital do estado pôde ser atendida sem maiores problemas, mas após este horário, o rodízio precisou ser retomado devido ao aumento da demanda. E o fornecimento voltou a ser parcialmente interrompido, conforme a escala previamente divulgada pela CEA.

Segundo a empresa transmissora estatal, ao longo do dia houve registros de problemas pontuais em algumas localidades, mas que foram rapidamente solucionados.

Apesar do breve alento deste domingo, o esquema de rodízio em vigor desde a última quinta-feira (12) já foi restabelecido nos 13 municípios afetados, e seguirá sendo adotado por tempo indeterminado. Entre 7h e 19h, o fornecimento é mantido por quatro horas, conforme a escala de horários e bairros divulgada pela CEA. E das 19h às 7h do dia seguinte, por três horas.

(*) Com informações da Agência Brasil.

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib