Lideranças empresariais do Ceará voltaram a Fortaleza otimistas com a receptividade de Ministros do Governo Federal ao documento apresentado com pedidos de conclusão de obras de infraestrutura  na Grande Fortaleza e no Interior do Estado.  Dirigentes de entidades empresariais e classistas se reuniram, nessa terça-feira, em Brasília, com os Ministros da Economia, Paulo Guedes, da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e do Secretário Executivo da Casa Civil, general Sérgio Pereira.



A mobilização política chamou mais atenção pela ausência de deputados federais e senadores do Ceará na reunião e menos pelo documento listando pontos estratégicos na área da infraestrutura rodoviária e hídrica. A presença da bancada parlamentar em articulações que dependem ou que podem ser agilizadas com a força dos deputados federais e senadores é essencial para qualquer Estado.


O Ceará tem 22 deputados federais e, mesmo que a maioria esteja no bloco de oposição ao Governo Federal, nenhum, certamente, se recusaria a participar de uma missão tão estratégia que – repito, com a força dos parlamentares, poderia angariar ainda mais êxito no Palácio do Planalto. O mesmo pode se dizer em relação ao Senado. Claro que, nesse contexto da pandemia da Covid-19, é necessário se respeitar o protocolo que recomenda menos circulação de pessoas que tenham risco de contrair o vírus.

DOCUMENTOS E OBRAS
As obras são consideradas vitais para sustentação e ampliação das áreas produtivas. O documento elaborado pela Federação das Indústrias do Ceará (FIEC) tem três principais reivindicações:  um dos pontos do é a conclusão das obras de duplicação da BR-222 – do km 32 ao km 90 – e da BR-116, do município de Pacajus até a localidade Boqueirão do Cesário, em Beberibe (Litoral Leste).  Outro pedido é na área hídrica, como a duplicação das estações de bombeamento do canal do São Francisco e duplicação dos sifões do Eixão das Águas.


A comitiva empresarial do Ceará, com representantes de diferentes setores produtivos, voltou a Fortaleza alimentando esperanças de que os apelos para realização das obras serão convertidos em realidade. Os empresários saíram de Brasília com a promessa de que, no primeiro bimestre de 2021, ficarão concluídas as obras de duplicação do Anel Viário de Fortaleza. 

Ceará Agora 

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib