A Justiça decretou a indisponibilidade de bens e rendas do prefeito de IguatuEdnaldo de Lavor. De acordo com a decisão, que atende Ação Civil Pública de improbidade administrativa do Ministério Público. o gestor e o Município não poderão veicular em suas redes sociais publicações de ações governamentais que caracterizam promoção pessoal.



 O prefeito também terá o prazo de cinco dias para retirar todas as promoções já publicadas. De acordo com o MP, o prefeito, desde o início da pandemia do Covid-19, a pretexto de divulgar ações contra a doença, vem abusando das prerrogativas de “dono” da máquina estatal para angariar ganhos políticos, associando as ações institucionais a sua imagem e ao seu nome, especialmente pelo excessivo número de vídeos e imagens postados nas redes sociais. 


CN7 

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib