A Câmara de Vereadores de Juazeiro do Norte, por meio de projeto de lei introduzido pela vereadora Auricélia Bezerra, aprovou em sessão na última quinta-feira (13), uma iniciativa que visa abolir o uso de canudos plásticos em todos os estabelecimentos do município. 

Câmara de Fortaleza aprova proibição de canudos plásticos na capital

   foto > reprodução 

A medida visa a substituição destes por canudos comestíveis ou produzidos em material biodegradável, sendo o segundo município cearense a aprovar um projeto deste tipo. Ele ainda deve ser apreciado e aprovado pelo prefeito Arnon Bezerra, para se tornar lei.

A vereadora Jaqueline Gouveira, coautora do projeto, afirma que espera que este seja devidamente incrementado pela gestão, já que foi aprovado por unanimidade na Casa, e que espera ver os reflexos nos próximos anos. Ela juntamente com a parlamentar Rita Monteiro são coautoras do projeto.

“Esse projeto dessa substituição por canudos biodegradáveis é bastante importante para o meio ambiente, e acredito que todos os gestores e cidades do Brasil tem que se adequar e colocar em prática essa substituição. Mesmo descartados adequadamente, os canudos ainda continuam causando danos irreparáveis ao nosso meio ambiente.”, afirma Jaqueline.

O projeto prevê ainda que os estabelecimentos comerciais serão obrigados a fornecer este tipo de canudo biodegradável ou comestível, igualmente embalados e mantidos em produtos de mesma natureza, bem como a proibição de fabricação, comercialização e distribuição de canudos plásticos feitos de polipropileno ou poliestireno em Juazeiro.

O descumprimento da lei prevê também a aplicação de multa por estabelecimento que descumpra a medida, mas ainda sem valor estimado. A expectativa é de que em poucos anos a utilização dos canudos de plástico seja descontinuada. Pesquisa internacionais comprovam quem até 2050 haverá mais plástico do que peixes nos oceanos.

Cidade sem canudos plásticos

Juazeiro do Norte já possui estabelecimentos que adotaram a medida de não utilização dos canudos plásticos há mais de um ano. O Restaurante da Malu, no centro da cidade, foi o primeiro deles e aboliu a utilização do material e ainda conseguiu convencer os clientes da importância desta medida.

O Rio de Janeiro foi o primeiro município brasileiro a extinguir o uso de canudos plásticos, ainda em 2018, e passou a multar estabelecimentos que insistam em usa-los. No Ceará, em setembro de 2019 a Câmara de Fortaleza também aprovou a medida de proibição dos canudos, virando lei que entrou em vigor no último dia 20 de maio, sendo o primeiro município do Estado a adotar a medida.

(Badalo) 

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib