Últimas Notícias

Comércio e serviços puxam alta da empregabilidade e exportações aumentam na indústria de Juazeiro do Norte

A Prefeitura de Juazeiro do Norte, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação (Sedeci), comprova cenário positivo da economia do município, que torna-se ainda mais atrativo para investimentos públicos e privados. De acordo com a Nota Técnica 2019, apresentada pela pasta, somente Juazeiro do Norte consumiu R$ 4,9 bilhões no ano passado, 9% a mais do que em 2018, ocupando o terceiro lugar no Ceará em potencial de consumo. No ranking nacional, subiu quatro posições, ficando em 146º dentre os 5.570 municípios do Brasil.


Comércio e serviços puxam alta da empregabilidade e exportações aumentam na indústria de Juazeiro do Norte


Juazeiro do Norte avançou também no ranking das 100 Melhores Cidades para Fazer Negócios. Ao considerar o recorte capital humano, passou da 89ª posição para a 85ª, graças a fatores como o crescimento de empregos formais com ensino superior. No quesito infraestrutura, considerando saneamento, transporte, telecomunicação e energia elétrica, ascendeu sete colocações, da 93ª para 86ª. O estudo, realizado pela Urban Systems, anualmente, analisou 317 cidades do país com mais de 100 mil habitantes. O resultado apontou Juazeiro do Norte ao lado de Fortaleza, Recife, Salvador e outras capitais do Nordeste.



Segundo o Secretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação de Juazeiro do Norte, Michel Araújo, ainda chama a atenção a alta do Produto Interno Bruto – PIB. Chegou ao patamar de R$ 4,42 bilhões, conforme o IBGE (2017), representando o quinto maior PIB do Ceará, depois do de Fortaleza, Maracanaú, Caucaia e Sobral.

“De 2010 a 2017, o PIB de Juazeiro do Norte cresceu 105,8%, superando a média nacional (69,42%), Nordeste (82,34%) e Ceará (86,41%). Hoje, Comércio e Serviço é responsável por 91,20% desse PIB”, enfatiza Michel Araújo.

O mesmo Setor alavancou a empregabilidade. Em 2019, foram 13.945 admissões e 12.974 demissões, em Juazeiro do Norte. Ou seja, saldo de 971 vagas, 155% superior a 2018, colocando o município à frente na região do Cariri e atrás apenas de Caucaia e Fortaleza quanto aos postos de trabalho no Ceará. Somente no setor de Comércio e Serviços empregou 10.179 pessoas.

Na Indústria, Juazeiro do Norte exportou mais e importou menos. Em 2019, a exportação somou S$ 690.701, 00, 44,65% a mais do que em 2018. O carro-chefe foi o calçado. Já a importação caiu 24,96%, favorecendo a balança comercial local.

“Além disso, junto ao Prefeito Arnon Bezerra, temos fortalecido o conceito Smart City. Participamos de diversos eventos nacionais e internacionais, firmando parcerias e compartilhando ideias, visando desenvolver Juazeiro do Norte de forma sustentável, inovadora e colaborativa, proporcionando melhor qualidade de vida à população a partir da tecnologia”, afirma o Secretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação.