A Câmara Municipal de Acopiara, será estimulada a abrir uma CPI - Comissão Parlamentar de Inquérito para apurar o destino de R$ 32 milhões do antigo FUNDEF, dinheiro  que segundo o prefeito estava aplicado em contas da Prefeitura junto a Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil. 
Segundo um servidor municipal, o dinheiro estaria sendo utilizado na reforma de escolas. O estranho é que a população de Acopiara não teve acesso a nenhum processo licitatório com este objetivo. O Ministério Público Estadual será estimulado a fiscalizar a denúncia. 


Lindomar Rodrigues
Postagem Anterior Próxima Postagem