ADS

Ads 970x90

Pai suspeito de tentar estuprar filha foi denunciado por violência doméstica contra mãe da criança Segundo a denúncia, o homem agrediu a então esposa com a porta de um guarda-roupa e ameaçou a vítima caso ela retirasse o convívio com a filha, que na época tinha dois anos. Agora, a menina denunciou o pai pela tentativa de estupro após ter pulado do 1º andar para fugir do criminoso Por Jéssika Sisnando 19:34 | 08/09/2019 0 Facebook Twitter Homem acusado de estupro contra filha já respondeu por agressão contra a mãe da criança Homem acusado de estupro contra filha já respondeu por agressão contra a mãe da criança(Foto: KEVIN JESUS HORACIO ON UNSPLASH) O pai da menina de 10 anos que fugiu para não ser estuprada possui antecedente criminal por violência doméstica registrado pela mãe da criança. O Boletim de Ocorrência (BO) foi registrado no 12º Distrito Policial (DP), bairro Conjunto Ceará, no dia 27 de maio de 2012. Neste domingo, a filha dele pulou do andar superior da residência para escapar do que teria sido uma tentativa de estupro por parte do próprio pai. O homem está foragido. LEIA TAMBÉM | Ceará tem 1,28 mil denúncias de crimes sexuais nos primeiros oito meses de 2019 O POVO Online apurou que, na época do crime de violência doméstica, a mulher era esposa dele e os dois mantinham um relacionamento havia quatro anos. A menina tinha dois anos de idade. Após uma discussão entre o casal, no bairro Conjunto Ceará, o homem agrediu a companheira com a porta de um guarda-roupa e ameaçou a vítima. A filha seria o motivo apontado por ele. O agressor teria dito que, se a criança fosse retirada dele, iria quebrar coluna vertebral da mulher. A vítima, com medo, escondeu-se no banheiro e em seguida denunciou o caso no 12º Distrito Policial. Atualmente, o casal estaria separado e a menina foi passar o fim de semana na casa do pai. Neste domingo, 8, o homem teria tentado estuprar a criança, que pulou do primeiro andar da residência para fugir do homem. Ele ainda não foi preso e a Polícia Civil investiga o caso. O POVO Online apurou que, além da violência doméstica, também existem mais procedimentos contra o homem, de 34 anos. Um deles é um inquérito relacionado a crime de roubo (artigo 157), do dia 29 de julho de 2009, registrado na delegacia do 5º Distrito Policial, Parangaba. O outro é de furto, do dia 2 de maio de 2018, na Delegacia Metropolitana de Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza. Tentativa de estuprar a filha O caso registrado neste domingo, 8, aconteceu no bairro Granja Lisboa, quando o pai tentou estuprar a filha, conforme a denúncia. A menina pulou do primeiro andar da residência para fugir dele. Ela passava o fim de semana na residência. A menina se machucou na queda e correu para uma das casas vizinhas. Ela pediu socorro e um morador a acolheu e acionou a Polícia. O pai da criança fugiu. A menina foi encaminhada ao Instituto Doutor José Frota (IJF), Centro. O caso é investigado pela Polícia Civil. O POVO Online não divulga imagens do pai ou a identificação dele para não identificar a criança que foi vítima de violência, em cumprimento ao Estatuto da Criança do Adolescente (ECA). Em 2019, O POVO Online divulgou uma reportagem baseada em investigações da Polícia Civil, que mostra as crianças como vítimas do contexto de feminicídio e violência doméstica no Ceará. As investigações reafirmam que a violência contra as mães se estendem contra as crianças e adolescentes.



Homem acusado de estupro contra filha já respondeu por agressão contra a mãe da criança
Homem acusado de estupro contra filha já respondeu por agressão contra a mãe da criança(Foto: KEVIN JESUS HORACIO ON UNSPLASH)
O pai da menina de 10 anos que fugiu para não ser estuprada possui antecedente criminal por violência doméstica registrado pela mãe da criança. O Boletim de Ocorrência (BO) foi registrado no 12º Distrito Policial (DP), bairro Conjunto Ceará, no dia 27 de maio de 2012. Neste domingo, a filha dele pulou do andar superior da residência para escapar do que teria sido uma tentativa de estupro por  2019

O POVO Online apurou que, na época do crime de violência doméstica, a mulher era esposa dele e os dois mantinham um relacionamento havia quatro anos. A menina tinha dois anos de idade. Após uma discussão entre o casal, no bairro Conjunto Ceará, o homem agrediu a companheira com a porta de um guarda-roupa e ameaçou a vítima. A filha seria o motivo apontado por ele. O agressor teria dito que, se a criança fosse retirada dele, iria quebrar coluna vertebral da mulher. A vítima, com medo, escondeu-se no banheiro e em seguida denunciou o caso no 12º Distrito Policial.

Atualmente, o casal estaria separado e a menina foi passar o fim de semana na casa do pai. Neste domingo, 8, o homem teria tentado estuprar a criança, que pulou do primeiro andar da residência para fugir do homem. Ele ainda não foi preso e a Polícia Civil investiga o caso.

O POVO Online apurou que, além da violência doméstica, também existem mais procedimentos contra o homem, de 34 anos. Um deles é um inquérito relacionado a crime de roubo (artigo 157), do dia 29 de julho de 2009, registrado na delegacia do 5º Distrito Policial, Parangaba. O outro é de furto, do dia 2 de maio de 2018, na Delegacia Metropolitana de Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza.

Tentativa de estuprar a filha

O caso registrado neste domingo, 8, aconteceu no bairro Granja Lisboa, quando o pai tentou estuprar a filha, conforme a denúncia. A menina pulou do primeiro andar da residência para fugir dele. Ela passava o fim de semana na residência. A menina se machucou na queda e correu para uma das casas vizinhas. Ela pediu socorro e um morador a acolheu e acionou a Polícia. O pai da criança fugiu. A menina foi encaminhada ao Instituto Doutor José Frota (IJF), Centro.

O caso é investigado pela Polícia Civil. O POVO Online não divulga imagens do pai ou a identificação dele para não identificar a criança que foi vítima de violência, em cumprimento ao Estatuto da Criança do Adolescente (ECA).

As investigações reafirmam que a violência contra as mães se estendem contra as crianças e adolescentes.


o Povo 
Pai suspeito de tentar estuprar filha foi denunciado por violência doméstica contra mãe da criança Segundo a denúncia, o homem agrediu a então esposa com a porta de um guarda-roupa e ameaçou a vítima caso ela retirasse o convívio com a filha, que na época tinha dois anos. Agora, a menina denunciou o pai pela tentativa de estupro após ter pulado do 1º andar para fugir do criminoso Por Jéssika Sisnando 19:34 | 08/09/2019 0 Facebook Twitter Homem acusado de estupro contra filha já respondeu por agressão contra a mãe da criança Homem acusado de estupro contra filha já respondeu por agressão contra a mãe da criança(Foto: KEVIN JESUS HORACIO ON UNSPLASH) O pai da menina de 10 anos que fugiu para não ser estuprada possui antecedente criminal por violência doméstica registrado pela mãe da criança. O Boletim de Ocorrência (BO) foi registrado no 12º Distrito Policial (DP), bairro Conjunto Ceará, no dia 27 de maio de 2012. Neste domingo, a filha dele pulou do andar superior da residência para escapar do que teria sido uma tentativa de estupro por parte do próprio pai. O homem está foragido. LEIA TAMBÉM | Ceará tem 1,28 mil denúncias de crimes sexuais nos primeiros oito meses de 2019 O POVO Online apurou que, na época do crime de violência doméstica, a mulher era esposa dele e os dois mantinham um relacionamento havia quatro anos. A menina tinha dois anos de idade. Após uma discussão entre o casal, no bairro Conjunto Ceará, o homem agrediu a companheira com a porta de um guarda-roupa e ameaçou a vítima. A filha seria o motivo apontado por ele. O agressor teria dito que, se a criança fosse retirada dele, iria quebrar coluna vertebral da mulher. A vítima, com medo, escondeu-se no banheiro e em seguida denunciou o caso no 12º Distrito Policial. Atualmente, o casal estaria separado e a menina foi passar o fim de semana na casa do pai. Neste domingo, 8, o homem teria tentado estuprar a criança, que pulou do primeiro andar da residência para fugir do homem. Ele ainda não foi preso e a Polícia Civil investiga o caso. O POVO Online apurou que, além da violência doméstica, também existem mais procedimentos contra o homem, de 34 anos. Um deles é um inquérito relacionado a crime de roubo (artigo 157), do dia 29 de julho de 2009, registrado na delegacia do 5º Distrito Policial, Parangaba. O outro é de furto, do dia 2 de maio de 2018, na Delegacia Metropolitana de Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza. Tentativa de estuprar a filha O caso registrado neste domingo, 8, aconteceu no bairro Granja Lisboa, quando o pai tentou estuprar a filha, conforme a denúncia. A menina pulou do primeiro andar da residência para fugir dele. Ela passava o fim de semana na residência. A menina se machucou na queda e correu para uma das casas vizinhas. Ela pediu socorro e um morador a acolheu e acionou a Polícia. O pai da criança fugiu. A menina foi encaminhada ao Instituto Doutor José Frota (IJF), Centro. O caso é investigado pela Polícia Civil. O POVO Online não divulga imagens do pai ou a identificação dele para não identificar a criança que foi vítima de violência, em cumprimento ao Estatuto da Criança do Adolescente (ECA). Em 2019, O POVO Online divulgou uma reportagem baseada em investigações da Polícia Civil, que mostra as crianças como vítimas do contexto de feminicídio e violência doméstica no Ceará. As investigações reafirmam que a violência contra as mães se estendem contra as crianças e adolescentes. Pai suspeito de tentar estuprar filha foi denunciado por violência doméstica contra mãe da criança Segundo a denúncia, o homem agrediu a então esposa com a porta de um guarda-roupa e ameaçou a vítima caso ela retirasse o convívio com a filha, que na época tinha dois anos. Agora, a menina denunciou o pai pela tentativa de estupro após ter pulado do 1º andar para fugir do criminoso Por Jéssika Sisnando 19:34 | 08/09/2019 0 Facebook Twitter Homem acusado de estupro contra filha já respondeu por agressão contra a mãe da criança Homem acusado de estupro contra filha já respondeu por agressão contra a mãe da criança(Foto: KEVIN JESUS HORACIO ON UNSPLASH)  O pai da menina de 10 anos que fugiu para não ser estuprada possui antecedente criminal por violência doméstica registrado pela mãe da criança. O Boletim de Ocorrência (BO) foi registrado no 12º Distrito Policial (DP), bairro Conjunto Ceará, no dia 27 de maio de 2012. Neste domingo, a filha dele pulou do andar superior da residência para escapar do que teria sido uma tentativa de estupro por parte do próprio pai. O homem está foragido.  LEIA TAMBÉM | Ceará tem 1,28 mil denúncias de crimes sexuais nos primeiros oito meses de 2019  O POVO Online apurou que, na época do crime de violência doméstica, a mulher era esposa dele e os dois mantinham um relacionamento havia quatro anos. A menina tinha dois anos de idade. Após uma discussão entre o casal, no bairro Conjunto Ceará, o homem agrediu a companheira com a porta de um guarda-roupa e ameaçou a vítima. A filha seria o motivo apontado por ele. O agressor teria dito que, se a criança fosse retirada dele, iria quebrar coluna vertebral da mulher. A vítima, com medo, escondeu-se no banheiro e em seguida denunciou o caso no 12º Distrito Policial.  Atualmente, o casal estaria separado e a menina foi passar o fim de semana na casa do pai. Neste domingo, 8, o homem teria tentado estuprar a criança, que pulou do primeiro andar da residência para fugir do homem. Ele ainda não foi preso e a Polícia Civil investiga o caso.  O POVO Online apurou que, além da violência doméstica, também existem mais procedimentos contra o homem, de 34 anos. Um deles é um inquérito relacionado a crime de roubo (artigo 157), do dia 29 de julho de 2009, registrado na delegacia do 5º Distrito Policial, Parangaba. O outro é de furto, do dia 2 de maio de 2018, na Delegacia Metropolitana de Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza. Tentativa de estuprar a filha  O caso registrado neste domingo, 8, aconteceu no bairro Granja Lisboa, quando o pai tentou estuprar a filha, conforme a denúncia. A menina pulou do primeiro andar da residência para fugir dele. Ela passava o fim de semana na residência. A menina se machucou na queda e correu para uma das casas vizinhas. Ela pediu socorro e um morador a acolheu e acionou a Polícia. O pai da criança fugiu. A menina foi encaminhada ao Instituto Doutor José Frota (IJF), Centro.  O caso é investigado pela Polícia Civil. O POVO Online não divulga imagens do pai ou a identificação dele para não identificar a criança que foi vítima de violência, em cumprimento ao Estatuto da Criança do Adolescente (ECA).  Em 2019, O POVO Online divulgou uma reportagem baseada em investigações da Polícia Civil, que mostra as crianças como vítimas do contexto de feminicídio e violência doméstica no Ceará. As investigações reafirmam que a violência contra as mães se estendem contra as crianças e adolescentes. Reviewed by blogdoamauryalencar.blogspot.com.br on 20:48 Rating: 5

Random Posts

3/random/post-list