Novo decreto é publicado e romaria que acontece de 17 a 20 de julho terá mudanças, em Juazeiro - Blog Amaury Alencar - O Mais completo do Interior do Ceará

Blog Amaury Alencar - O Mais completo do Interior do Ceará

O Blog mais completo do interior do Ceará com compromisso com a notícia.

Breaking

15/07/2021

Novo decreto é publicado e romaria que acontece de 17 a 20 de julho terá mudanças, em Juazeiro

 


O prefeito de Juazeiro do Norte, Glêdson Bezerra, publicou novo decreto na noite desta quarta-feira, com medidas sobre a tradicional romaria que aconteceria presencialmente entre os dias 17 e 20 de julho. Confira:

Fica proibida na modalidade presencial, no ano de 2021, a tradicional Romaria do mês de julho, bem como qualquer tipo de evento presencial atinente a essa comemoração religiosa. A medida tem como objetivo inibir a vinda de fiéis e comerciantes ao município de Juazeiro do Norte, situação que, inquestionavelmente, acarretaria aglomerações e consequentemente maior disseminação da COVID-19.

As instituições religiosas só poderão funcionar respeitando a capacidade máxima de 30% de sua capacidade total;

Os bares e restaurantes só poderão funcionar respeitando a capacidade máxima de 30% de sua capacidade total;

Os Ranchos e instituições afins só poderão funcionar respeitando a capacidade máxima de 30% de sua capacidade total;

Proibido o acesso e consequentemente a visita à estátua do Padre Cícero (localizada na Colina do Horto), museus e memorial do Padre Cícero.

Proibida qualquer instalação de estruturas físicas, como barracas ou afins, por parte de comerciantes de outras localidades que venham a nossa cidade comercializar suas mercadorias.

Continuam permitidas as atividades já desenvolvidas em barracas ou estruturas afins pelos comerciantes locais e que já desempenham suas atividades em locais permanentes;

Proibida a entrada de ônibus ou veículos trazendo comerciantes ou fiéis;

Em caso de descumprimento injustificado o infrator se sujeitará:

se pessoa física: a pena de multa, no valor de R$ 200,00 por pessoa;

Se pessoa jurídica: pena de multa, a ser fixada em patamar não inferior a R$ 1.000,00 e não superior a R$ 10.000,00 sendo majorada até o valor de R$ 75.000,00 comprovada a reincidência.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.