Câmara Municipal analisa dois pedidos de CPI em Juazeiro do Norte

 








Reprodução: Facebook/TV Câmara

O tom de como será o relacionamento Executivo/Legislativo de Juazeiro do Norte foi dado na tarde de hoje, 02, durante abertura do período legislativo. Depois das homenagens a três ex-integrantes da casa falecidos recentemente, o clima de emoção e consternação mudou e ficou tenso com os pedidos de abertura de duas CPIs contra o prefeito Glêdson Bezerra (Podemos) e o vice-prefeito Giovani Sampaio (PSD). Um pedido de afastamento foi feito, porém o presidente Darlan Lobo (PTB) considerou prematuro afastar o gestor sem conceder amplo direito de defesa.

Contra Glêdson Bezerra, a finalidade é investigar suposta prática de nepotismo e favorecimento administrativo. No documento, assinado por 13 vereadores, a argumentação é de que a madrasta do prefeito, Rita de Cássia Sousa, foi nomeada tesoureira na administração municipal e é ordenadora de despesa de todas as secretarias e autarquias. O vereador Capitão Vieira Neto fez severas críticas ao prefeito lembrando a sua fala durante a campanha de que quebraria a panela em Juazeiro do Norte -  “O senhor não quebrou a panela, o senhor botou a sua panela e azeitou para os seus, para dentro da sua casa”.

O vereador Márcio Joias discordou do discurso do vereador Capitão Vieira que, com relação às nomeações, afirmando que durante a gestão de Arnon Bezerra foram nomeados irmão, filha e genro. Tais nomeações, no entendimento de Márcio Joias, são prerrogativas do prefeito.

O recém-eleito Rafael Cearense classificou de perseguição ao prefeito o que foi apresentado na primeira sessão do ano. Questionou o porquê de os vereadores não terem agido desta forma na gestão passada.

Já a CPI contra o vice-prefeito Giovani Sampaio tem como base o fato do mesmo ter sido vacinado contra a Covid-19 por ocasião do primeiro dia de vacinação em Juazeiro do Norte. O documento contou com a assinatura de 15 vereadores. Também foi solicitado o afastamento das funções do prefeito através do cidadão João Paulo Ramos. Este pedido será analisado posteriormente pelos edis.

O vice-prefeito classificou de recorde os dois pedidos de CPI acrescentando ser raridade a Câmara abrir processos de investigação. Disse estar tranquilo em relação aos pedidos de CPI.

Tentamos ouvir, via WhatsApp, com o prefeito Glêdson Bezerra, mas ele não retornou o contato.

Hoje, 03, às dez horas, haverá reunião do colégio de líderes para apreciação dos pedidos feitos na sessão dessa terça-feira. 

  

       Blog do Lucion Oliveira 

Postar um comentário

0 Comentários