O passageiro vinha de Goiania, mas a mala com os animais tinha sido despachada de São Paulo (Foto: Divulgação/Superintendência da Receita Federal da 3ª Região Fiscal)
O passageiro vinha de Goiania, mas a mala com os animais tinha sido despachada de São Paulo (Foto: Divulgação/Superintendência da Receita Federal da 3ª Região Fiscal)



Durante uma inspeção na manhã da quinta-feira, 8, mais de 100 pássaros da espécie Canário da Terra foram encontrados na bagagem de um passageiro no Aeroporto Internacional Pinto Martins. O homem vinha de Goiânia, mas a mala com os animais tinha sido despachada em um voo com origem em São Paulo.

O bichos foram encontrados pela Inspetoria da Receita Federal durante análise das bagagens em voos domésticos. Considerando a prática de crime ambiental, o passageiro foi conduzido à Polícia Federal e os pássaros ao Ibama. O estado de saúde dos animais ou quando serão devolvidos à natureza não foi informado.

O Canário da Terra é uma ave admirada pelo canto forte e estalado e por isso é frequentemente aprisionado como ave de cativeiro, o que é considerado crime federal pela Lei de Crimes Ambientais (Lei 9.605/98). Eles vivem em campos secos, campos de cultura e Caatinga, bordas de matas, áreas de Cerrado, campos naturais, pastagens abandonadas, plantações e jardins gramados, sendo mais numeroso em regiões áridas. Em alguns lugares do Brasil, a ave já passa por um processo de extinção. 

   O povo 

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib